ARTE NA AMÉRICA LATINA: HISTORIOGRAFIA E IDENTIDADE (1960- 1970)

Gabriela Cristina Lodo

Resumo


O presente artigo tem como objetivo refletir sobre a busca de uma identidade latino-americana para a arte do continente, debate que se estabeleceu no campo teórico, especialmente, entre as décadas de 1960 e 1970. Para tanto, será analisado como se dão as relações estabelecidas entre os polos centrais e periféricos no sistema de arte internacional e o papel desempenhado pela história da arte nesse processo. Assim como, buscaremos refletir sobre os posicionamentos de críticos e historiadores da arte latino-americanos sobre a necessidade de diferenciação identitária para a arte do continente. Os possíveis caminhos para a construção de novos marcos teóricos para a análise do objeto artístico produzidos na América Latina, bem como de uma nova historiografia da arte e seu alcance no cenário internacional também serão contemplados no texto.

Palavras-chave


arte latino-americana; crítica de arte; história da arte

Texto completo:

PDF

Referências


ALAMBERT, F.; CANHETE, P.L. As Bienais de São Paulo: da era do museu à era dos curadores (1951-2001). São Paulo: Boitempo, 2004.

AMARAL, Aracy. Arte e meio artístico (1961-1981): entre a feijoada e o x-burguer. São Paulo: Nobel, 1983.

__________. Textos do Trópico de Capricórnio: artigos e ensaios (1980-2005) – Vol. 2: Circuitos de arte na América Latina e no Brasil. São Paulo: Ed. 34, 2006

BAYON, Damián (Ed.). El artistas latinoamericano y su identidad. Caracas: Monte Avila Editores C.A., 1977.

BELTING, Hans. O fim da história da arte: uma revisão dez anos depois. São Paulo: Cosac Naify, 2006

BRITO, Ronaldo. Neoconcretismo. São Paulo: Cosac Naify, 1999.

DESMISTIFICAR valores culturais falsos: a proposta do Etsedron. Folha da Tarde. São Paulo, 06 de novembro de 1978.

EDER, Rita. “Juan Acha: pensar el arte desde América Latina”. Post, Museum of Modern Art (MoMA). Nova York, 27 de setembro de 2016. (Disponível em: http://post.at.moma.org/content_items/752-juan-acha-pensar-el-arte-desde-america-latina)

FAVARETTO, C. “Inconformismo Estético, Inconformismo Social, Hélio Oiticica”. In: Fios Soltos: a arte de Hélio Oiticica. BRAGA, P. (org.). São Paulo: Perspectiva, 2008.

GUEVARA, Roberto. “Soto por Inteiro”. In XXII Bienal Internacional de São Paulo: catálogo. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

JIMÉNEZ, Ariel (org.). Conversaciones con Jesús Soto. Caracas: Fundación Cisneros, 2005.

OITICICA, Hélio. “Esquema Geral da Nova Objetividade”. In Aspiro ao Grande Labirinto. FIGUEIREDO, L.; PAPE, L.; SALOMÃO, W. (Org.). Rio de Janeiro: Rocco, 1986.

SERVIDDIO, Fabiana. Arte y Crítica en Latinoamérica. Buenos Aires: Miño y Dávila Editores, 2012.

SMITH, Terry. “O Problema do Provinciano”. Revista Malasartes. Rio de Janeiro, n°1, set/out/nov. de 1975.

TRABA, Marta. Duas décadas vulneráveis nas artes plásticas latino-americanas: 1950-1970. Tradução Memani Cabral dos Santos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ars Historica - Instituto de História – Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Largo de São Francisco de Paula, no 1, Sala 205 – Centro, Rio de Janeiro – Brasil, CEP 30051-070.

Redes sociais:

  • https://www.facebook.com/RevistaArsHistorica
  • https://www.instagram.com/revistaarshistorica/

Contato:

  • revistaarshistorica@gmail.com