A dinâmica do belo corpo através dos tempos: o paradigma e a função mantenedora de in-clusões e ex-clusões desde Homero

Alessandra Serra Viegas

Resumo


O presente trabalho pretende abordar a importância da representação social do corpo e suas implicações ao longo do tempo. Tomamos por base inicial a construção narrativa da imagem do herói grego, na figura do guerreiro homérico, pertencente aos áristoi, isto é, aos melhores e, ao mesmo tempo, apontamos as representações do corpo, perpassando o período arcaico e exemplificando permanências na atualidade. Deste modo, apresentamos uma abordagem comparativa que interrelaciona História e Literatura e, ainda, trazemos a discussão para os dias atuais, para que percebamos a “ditadura” dos modelos de beleza do corpo que atravessam as sociedades e chegam a nós, movimentando a inclusão e a exclusão nos modelos hodiernos.




DOI: https://doi.org/10.17074/cpc.v2i32.12341

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Calíope: Presença Clássica