O discurso erótico-amoroso em Homero

Francisco de Assis Florencio

Resumo


Procuraremos ouvir, aqui, dos lábios de Hera e Júpiter, Helena e Páris, discursos que têm por objetivo seduzir o ser amado. Veremos que antes que qualquer palavra seja proferida, a sedução se dará por meio da beleza física, do uso de vestimentas sensuais, do emprego de joias e outros ornamentos, de perfumes e óleos aromáticos. No que se refere ao vocabulário, identificaremos e analisaremos alguns termos e expressões que são empregados pelos amantes na busca de envolver o seu amado(a) e, por fim, conduzi-lo(a) ao leito e usufruir com ele(a) do prazer sexual. A obra de onde estas falas foram tiradas é a Ilíada. Talvez por serem pares distintos, um humano e outro divino, a sedução se dê de maneira diferente, uma vez que, entre as divindades, o papel de sedutora cabe a Hera, enquanto, entre os mortais, a lindíssima Helena é seduzida pelo belo jovem troiano.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17074/cpc.v2i30.7449

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Calíope: Presença Clássica