Comuna da Terra D. Tomás Balduíno: aproximações a partir de palavras e imagens criadas por crianças assentadas

Marcia Gobbi, Maria Cristina Stello Leite, Paula França

Resumo


Este artigo apresenta relexões que buscam, de modo amplo, aproximações com o cotidiano
infantil no assentamento Comuna da Terra Dom Tomás Balduíno e, de forma mais estrita,
conhecer alguns aspectos das lutas e suas conquistas pelas e com as crianças. O método
compreendeu a busca de indícios nas imagens fotográicas criadas por crianças em contexto de
pesquisa, airmando-as como fontes documentais e agentes. Visamos a adotar o ponto de vista
das crianças, porém, esse se encontra junto a informações dadas e consideradas pelos adultos.
As imagens se ofereceram como orientadoras das relexões, bem como as conversas com a
criançada durante a feitura das câmeras, captação de imagens e caminhadas. As imagens de
brinquedos e paisagens comuns registradas pelas crianças se contrapõem à narrativa imagética
adulta que, frequentemente, desfoca os movimentos sociais, sobretudo, de luta por terra e
moradia, deixando descoberta a presença de seu caráter lúdico ou poético, somado à prática
política, excluindo sensibilidade estética não apenas das crianças, mas também de homens e
mulheres assentados.
Palavras-chave: infância, movimentos sociais, fotograia, MST, crianças.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 DESIDADES - Revista Eletrônica de Divulgação Científica da Infância e Juventude

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

NIPIAC / Instituto de Psicologia - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Av. Pasteur, 250 -- Urca, Rio de Janeiro - RJ, Brasil | CEP 22.290-902
+55 (21) 2295-3208 / +55 (21) 3839-5328