Educação democrática, sem medo e sem mordaça

Andréa Martello, Jane Santos da Silva, Gaudêncio Frigotto

Resumo


Nesta entrevista, o Projeto de Lei “Escola sem Partido” é abordado por diversos aspectos, por
exemplo, ao analisar os efeitos da chamada pedagogia do medo. A relexão vai se desdobrar
em discussões sobre a corrosão que a educação, os partidos, a sociedade e o povo brasileiro
têm sofrido diante das investidas neoliberais e do avanço do ultraconservadorismo no
Brasil contemporâneo. A exploração tão pertinente desse tema não foge à complexidade
das encruzilhadas ético-morais e teóricas que ora paralisam ora revitalizam os educadores
brasileiros nesse contexto. Assim, a entrevista traz contundentes relexões sobre a propagação
do discurso de ódio entre crianças e adolescentes na escola, a crescente redução da educação
aos interesses do mercado privado e o fundamentalismo religioso.
Palavras-chave: escola sem partido, controle ideológico, educação democrática.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 DESIDADES - Revista Eletrônica de Divulgação Científica da Infância e Juventude

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

NIPIAC – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa para a Infância e Adolescência Contemporâneas
Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus da Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 – Urca, Prédio da Decania do CFCH
Rio de Janeiro - RJ, Brasil | CEP 22.290-902