A judicialização da infância e seus impactos na vida das crianças e suas famílias.

Flavia Cristina Silveira Lemos

Resumo


Nos últimos anos é possível perceber uma crescente interferência do Estado regulando, através de leis e normas, os comportamentos das famílias e dos adultos no cuidado com as crianças. A imposição de padrões normativos legais sobre as relações das crianças com adultos, pais e educadores, ou colegas da escola, parece criar um foco de tensão pois os indivíduos envolvidos se sentem desautorizados daquelas orientações que os guiavam até então. O envolvimento do aparato jurídico age em nome da proteção à infância, mas reforça a percepção de falta e incompetência das famílias, dos educadores e daqueles que têm a responsabilidade de cuidar das crianças. 
Na seção Espaço Aberto desta edição a Equipe Editorial da DESidades entrevista a Professora Flavia Cristina Silveira Lemos, da Universidade Federal do Pará, que aponta os problemas da inflação jurídica no cotidiano das crianças. Leia mais. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 DESIDADES - Revista Eletrônica de Divulgação Científica da Infância e Juventude



NIPIAC – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa para a Infância e Adolescência Contemporâneas
Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus da Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 – Urca, Prédio da Decania do CFCH
Rio de Janeiro - RJ, Brasil | CEP 22.290-902