Produção sobre adolescência/ juventude na pós-graduação da Psicologia no Brasil

Márcia Stengel, Juarez T. Dayrell

Resumo


Pela importância dos estudos sobre adolescência/juventude na Psicologia, desenvolvemos uma
pesquisa cujo objetivo era analisar e sistematizar o uso das categorias adolescência e juventude
na produção discente da Pós-Graduação stricto sensu em Psicologia, entre os anos de 2006-2011, e as temáticas recorrentes. Ela consistiu em um estado da arte sobre essa produção. Este tipo de estudo possibilita a sistematização de um determinado campo de conhecimento a partir de um recorte temporal fixado. Partindo de um roteiro de leitura, selecionamos 483 trabalhos que tinham adolescentes/jovens como sujeitos ou foco do estudo e os agrupamos, por frequência simples, em dezenove categorias temáticas. Os temas com maior número de trabalhos foram Violência e Família. Observamos uma repetição nas pesquisas, o que, além de um diálogo, impede, ou ao menos dificulta, um adensamento teórico relativo à temática na Psicologia.
Palavras-chave: estado da arte, adolescência, juventude, psicologia.


Texto completo:

PDF

Referências


Sposito, M. P. (Org.). O Estado da Arte sobre juventude na pós-graduação brasileira: Educação, Ciências Sociais e Serviço Social (1999-2006). Belo Horizonte: ARGVMENTVM, 2009.

Sposito, M. P. (Org.). Juventude e Escolarização (1980-1998). Brasília-DF, MEC/Inep/Comped, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 DESIDADES - Revista Eletrônica de Divulgação Científica da Infância e Juventude

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

NIPIAC – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa para a Infância e Adolescência Contemporâneas
Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus da Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 – Urca, Prédio da Decania do CFCH
Rio de Janeiro - RJ, Brasil | CEP 22.290-902