A paisagem interior traduzida: leituras de Adalgisa Nery

Lisiane Andriolli Danieli

Resumo


A partir da noção de pensamento e paisagem desenvolvida pelo professor e crítico literário francês Michel Collot, este artigo pretende efetivar uma análise da produção lírica de Adalgisa Nery (1905-1980), poeta carioca com uma produção bastante significativa em termos quantitativos, mas ainda carente de estudos mais alentados. Apesar do reconhecimento do caráter polissêmico dessa produção, a proposta aqui apresentada centra-se numa perspectiva que ultrapassa a abordagem imanentista, tomando o sujeito e a paisagem como viés de leitura. Para fundamentar a análise de três poemas do quarto livro de poemas da autora, Cantos da angústia (1948), utilizam-se, além das considerações de Michel Collot, as teorias do filósofo argelino Jacques Rancière e do também filósofo e poeta alemão romântico Friedrich Schiller.

 

Palavras-chave: Poesia. Paisagem. Adalgisa Nery.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.