O pós-modernismo em "Os cem menores contos brasileiros do século"

Sebastião Bonifácio Junior

Resumo


Este artigo tem o objetivo de analisar os microcontos da coletânea Os cem menores contos brasileiros do século, organizada por Marcelino Freire, com o objetivo de detectar as características pós-modernistas das produções. Entende-se que a estética do minimalismo revela a personalidade pós-moderna, sendo esta guiada por valores de exatidão e de rapidez, como já sugeriu Calvino em Seis propostas para o próximo milênio. Sendo assim, faz-se extremamente necessária a detecção das peculiaridades que regem a arte pós-moderna – ceticismo radical, textos inovadores (ex-céntricos), quebra do conceito de unidade, obras “abertas”, intertextualidade, humor e ironia –, tomando-as como a representação dos anseios de hoje.


Texto completo:

PDF

Referências


BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. São Paulo: Editora Cultrix, 1994.

BRAIT, Beth. Bakhtin, dialogismo e construção do sentido. Campinas: Editora da UNICAMP, 1997.

BRANDÃO, Helena H. Nagamine. Introdução à análise do discurso. Campinas: Editora da UNICAMP, 2002.

CALVINO, Italo. Seis propostas para o próximo milênio: lições americanas. Trad. de Ivo Barroso. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

CORTÁZAR, Julio. Valise de cronópio. Trad. de João Alexandre Barbosa e Davi Arrigucci Jr. São Paulo: Perspectiva, 2006.

DE CAMPOS, Ms Luciene Lemos. Entre frinchas, a poética do microconto brasileiro. XII Congresso Internacional da ABRALIC – UFPR, Curitiba, 2011. Disponível em:

DE QUEIROZ, Eça. O primo Basílio. Lisboa: Atlântico Press, 2012.

FLAUBERT, Gustave. Madame bovary. Milão: Feltrinelli Editore, 2001.

GOTLIB, Nádia Battella. Teoria do conto. São Paulo: Ática, 1985.

GUIMARÃES, José Flávio Nogueira. The short-short story: the problem of literary genre. V Simpósio Internacional de Estudos de Gêneros Textuais, 2009. Disponível em:

GRAVES, Robert. Deuses e heróis do Olimpo: as maiores aventuras de todos os tempos. Rio de Janeiro: Xenon, 1992.

HERCULANO, Alexandre. Eurico, o presbítero. Joinville: Clube de Autores, 2016.

KOCH, Ingedore Grunfeld Villaça; BENTES, Anna Christina; CAVALCANTE, Mônica Magalhães. Intertextualidade: diálogos possíveis. São Paulo: Cortez, 2007.

NOGUEROL, Francisca Jiménez. Micro-relato y posmodernidad: textos nuevos para un final de milenio, Revista Interamericana de Bibliografía, XLVI, 1-4, 1996, p. 49-66. Disponível em:

RUEDA, Ana. El cuento hispanoamericano actual: operaciones de desmantelamiento. Ínsula, agosto-septiembre, nº 512-513, p. 29-30, 1989.

SAGRADA, Bíblia. Edição pastoral. São Paulo: Paulus, 1990.

SHAPARD, Robert. The remarkable reinvention of very short story fiction. Disponível em:

Acesso em: 20 de janeiro de 2018

SPALDING, Marcelo. Os cem menores contos brasileiros do século e a reinvenção do miniconto na literatura brasileira contemporânea. Dissertação (Mestrado em Literaturas brasileira, portuguesa e luso-africanas) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008. Disponível em:

http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/13816

––––––––––––––––––––––––. Presença do miniconto na literatura brasileira. Revista Conexão Letras, v. 7, n. 8, 2014. Disponível em:

TREVISAN, Dalton. O vampiro de Curitiba. Rio de Janeiro: Record, 1998.

VIEIRA, Miguel Heitor Braga. Origens do miniconto brasileiro contemporâneo. In: Revista Língua & Literatura, vol. 17, p. 66-80, 2015. Disponível em:

WILDE, Oscar. O retrato de Dorian Gray. trad. João do rio. São Paulo: Hedra, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.