A POÉTICA DO PENSAMENTO INFANTIL NA OBRA DE JOÃO GUIMARÃES ROSA

Iolanda Cristina dos Santos

Resumo


O presente estudo apresenta algumas reflexões acerca do discurso infantil e seus aspectos poéticos. Para tanto, inspiramo-nos em um conto de João Guimarães Rosa, extraído do livro Primeiras estórias , intitulado "A partida do audaz navegante". A protagonista possui um olhar poético traduzido em um discurso polifônico, rico em desvios sintáticos e em criações vocabulares insólitas. O conto enfocado revela a presença de um pensamento infantil lírico e filosófico sobre as situações cotidianas, rompendo com os paradigmas tradicionais e previsíveis. É justamente este pensamento que leva a protagonista para regiões onde ninguém consegue chegar. A forma de produção do discurso por parte da criança na obra de Guimarães Rosa será comparada, neste estudo, aos modos poéticos de pensar. As surpreendentes desacomodações sintático-gramaticais presentes nas falas da protagonista revelam o vigor do pensamento infantil. A perplexidade da criança diante do universo que a cerca se expressa por meio de um discurso também mágico e insólito, como o dos poetas. Deste modo, por meio de um diálogo com o filósofo Bachelard, em sua Poética do devaneio , propomos, neste estudo, uma apreciação do pensamento infantil no que ele possui de poético, fruto de devaneios criativos, desamarrados dos condicionamentos da linguagem mecânica e instrumentalizada.

PALAVRAS-CHAVE: criança -- pensamento - discurso.

Texto completo:

PDF

Referências


BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. Trad. Antonio de Padua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

BENJAMIM, Walter. Reflexões : a criança, o brinquedo, a educação . Trad. Marcus Vinicius Mazzari. São Paulo: Summus, 1984.

BOLLE, Willi. Fórmula e fábula : teste de uma gramática narrativa. Sã Paulo: Perspectiva, 1973.

CHAUÍ, Marilena. Experiência do pensamento : ensaios sobre a obra de Merleau-Ponty. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

COELHO, Nelly Novaes. Literatura infantil : teoria, análise, didática. São Paulo: Moderna, 2000.

JOBIM E SOUZA, Solange. Infância e linguagem : Bakhtin, Vygotsky e Benjamim. São Paulo: Papirus, 1994.

KOHAN, Walter Omar; KENNEDY, David (orgs.). Filosofia e infância - possibilidades de um encontro. Petrópolis: Vozes, 2000.

LISBOA, Henriqueta. O motivo infantil na obra de Guimarães Rosa. In: COUTINHO, Eduardo Faria. Guimarães Rosa . 2ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991, p. 170-178.

RODARI, Gianni. Gramática da fantasia . São Paulo: Summus, 1982.

ROSA, João Guimarães. Ficção completa. Rio de Janeiro: Nova Aguillar, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.