O Caso Morel, de Rubem Fonseca, e Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, de Marçal Aquino: Uma leitura comparativa sobre os limites do brutalismo

Marcio Fonseca Pereira

Resumo


É notória a influência que Rubem Fonseca tem exercido sobre diversos escritores brasileiros desde os anos 70. Seu estilo, que Alfredo Bosi denominou de “brutalista” por configurar uma sociedade onde imperam a violência, o tecnicismo e o individualismo como formas de relação sócio-econômica no capitalismo tardio, produz efeito multiplicativo impressionante na literatura, no cinema e até no teatro, imprimindo uma visão catastrófica de mundo que se estabeleceu de maneira bastante significativa. Marçal Aquino, escritor da nova geração, como tantos outros, não escapa a essa influência avassaladora.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. Minima moralia. Traduzione e introduzione: Renato Solmi. Giulio Einaudi editore: Italia, 1954.

______. Minima moralia: reflexões a partir da vida lesada. Tradução: Gabriel Cohn. RJ: Beco do Azougue, 2008.

AQUINO, Marçal. Cabeça a prêmio. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

______. Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

______. O invasor. São Paulo: Geração Editorial, 2002.

BARBOSA, Catia. Representações da realidade em romances brasileiros contemporâneos: A literatura da angústia. 264 fl.mimeo. Tese de Doutorado em Letras Vernáculas -- Literatura Brasileira. Universidade Federal do Rio de Janeiro -- UFRJ. Faculdade de Letras, 2006. p.194-230. Orientador: Prof. Dr Wellington de Almeida Santos.

BENJAMIN, Walter. Documentos de cultura, documentos de barbárie. São Paulo: Cultrix, 1986.

BOILEAU, Pierre & NARCEJAC, Thomas. La Novela Policial. Buenos Aires: Editorial Paidós, 1968.

BOSI, Alfredo. Situação e formas do conto brasileiro contemporâneo, Rubem Fonseca e João Antônio. In: O conto brasileiro contemporâneo. SP: Cultrix, 1995, p.7-22, p.239-250, p.263-271.

CANDIDO, Antonio. Literatura e subdesenvolvimento e A nova narrativa. In: A Educação pela noite e outros ensaios. São Paulo: Ática, 1986, p.140-162 e p.199-215.

FONSECA, Rubem. A coleira do cão. RJ: CODECRI, 1979.

______. O Caso Morel. RJ: Editora Globo, 2003. FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização. Rio de Janeiro: Imago, 1997.

LAFETÁ, João. Rubem Fonseca, do lirismo à violência. In: A dimensão da noite. São Paulo: Duas Cidades, 2004, p.372-393.

LUKÁCS, Georg. Ensaios sobre literatura. Coordenação e prefácio: Leandro Konder. RJ: Civilização Brasileira, 1965.

OTSUKA, Edu. Leitura de O Caso Morel, de Rubem Fonseca. In: Marcas da Catástrofe. SP: Nankin Editorial, 2001, p.57-100.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.