Uma leitura do conto Os Gestos de Osman Lins

Maria do Socorro Carvalho

Resumo


O que se propõe nesse estudo é a leitura do conto Os gestos, que dá nome ao livro, composto de treze contos, publicado em 1957, do escritor Osman Lins (1924 -- 1978), um dos grandes escritores brasileiros do século XX. Nascido numa pequena cidade de Pernambuco, chamada Vitória de Santo Antão, onde inicia suas atividades literárias na década de 1940. Estreia no cenário literário na década de 1950, com o romance O visitante (1955). Escreveu romances, ensaios como Lima Barreto e o espaço romanesco, sua tese de doutoramento; teatro Lisbela e o prisioneiro, 1964; textos para TV; viagem e contos como os livrosNove, novena, 1966; Os gestos, 1957, com o qual ganha os prêmios Monteiro Lobato, em São Paulo, que concorria com o pseudônimo de André Bolkonski; e mais, o Prêmio Vânia Souto de Carvalho e Prêmio da Prefeitura de São Paulo.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A. L. Osman Lins: crítica e criação. São Paulo: HUCITEC, 1987.

COUTINHO, A. A Literatura no Brasil. São Paulo: Global, 2001.

IGEL, R.Osman Lins: uma biografia literária. São Paulo: T. A. Queiroz; [Brasília, DF]:INL, 1988.

LEITE, L. C. M. O foco narrativo. São Paulo: Ática, 2001.

LINS, O. Os gestos. São Paulo: Moderna, 1994.

SANTOS, L. A. B./ OLIVEIRA, S. P. de. Sujeito, tempo e espaço ficcionais. São Paulo:Martins Fontes, 2001.

SIMONS, M. As falas do silêncio em O fiel e a pedra de Osman Lins. São Paulo: Humanitas, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.