“Quem acolhe o agente de saúde?”: o agente comunitário como mediador de conflitos na estratégia de saúde da família

Pedro Ferraz Gama

Resumo


Este artigo parte de pesquisa etnográfica realizada numa unidade básica de saúde operando de acordo com a Estratégia de Saúde da Família em uma favela do Rio de Janeiro para compreender de que forma a percepção de profissionais da saúde e pacientes sobre o atendimento ideal a ser prestado e recebido nessas unidades interfere no serviço prestado por elas. A partir do trabalho desses profissionais dentro e fora da unidade e de sua relação com os pacientes, analisamos como o atendimento é negociado e de que forma os conflitos surgidos pelas diferentes formas de entender a saúde são mediados, principalmente pelo agente comunitário de saúde.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Habitus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.