Cataguases: nexos entre cinema, literatura e arquitetura na construção de um ideário moderno

Autores

  • Fernando Antonio Oliveira Mello Universidade Federal de Goiás, UFG

Palavras-chave:

Cataguases, Modernidade, Cinema

Resumo

Este trabalho foi elaborado a partir de fragmentos da história de Cataguases, cidade situada na região da Zona da Mata de Minas Gerais. Apesar de apresentar características similares a muitas outras pequenas cidades brasileiras, foi lá que o cineasta Humberto Mauro produziu os primeiros filmes de sua carreira (1925-1930); que um grupo de jovens estudantes publicou uma revista de literatura de vanguarda (1927-1929), com contribuições de importantes modernistas; que os inovadores arquitetos cariocas puderam desenvolver algumas de suas obras, ainda no início dos anos 1940. Tendo essas três manifestações como ponto de partida, a questão aqui explorada é como o vanguardismo chegou e ganhou espaço nesta cidade do interior de Minas Gerais e, nesse sentido, que pessoas e eventos teriam ocasionado os influxos entre as novas ideias que permeavam os maiores centros do Brasil e a pacata e bucólica cidade cravada nas montanhas das Gerais.

Referências

AMARAL, Aracy Abreu. Blaise Cendrars no Brasil e os modernistas. São Paulo: Editora 34, 1997.

ANDRADE, Mário de. Cataguazes. Diário Nacional. São Paulo, ano 5, n. 1.510, 10 jul. 1932. Disponível em: <http://bndigital.bn.br/hemeroteca-digital/>. Acesso em: jun.2016.

______. O movimento modernista. O Estado de S. Paulo, fev. 1942. Disponível em: <http://www.estadao.com.br>. Acesso em: jul. 2012.

______. Cartas a Manuel Bandeira. São Paulo: Ediouro, 2009.

ARAUJO, Roberto Assumpção de. Cataguazes: Audaces d’Architecture et d’Art. L'Architecture d'Aujourd'hui. Boulogne, année 23, n. 42-43, p. 82-89, août 1952.

BATISTA, José Luiz (Org.). Revelando minha cidade: informe cultural. Cataguases: Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, 2009.

BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. São Paulo: Cultrix, 2006.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: uma crítica social da faculdade do juízo. Lisboa: Edições 70, 2010.

CAVALCANTI, Alberto. Filme e realidade. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do Brasil, 1957.

CAVALCANTI, Lauro. Quando o Brasil era moderno: guia de arquitetura 1928-1960. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2001.

CÉSAR, Guilhermino. Os verdes da Verde. Coleção da revista Verde (suplemento). Edição fac-similar. São Paulo: Metal Leve, 1978.

______. Uma palestra cinematográfica. In: WERNECK, Ronaldo. Kiryrí Rendauá Toribóca

Opé: Humberto Mauro revisto por Ronaldo Werneck. São Paulo: Arte Pau-Brasil, 2009.

COSTA, Levy Simões. Cataguases centenária: dados para sua história. Juiz de Fora: Esdeva Empresa Gráfica, 1977.

DURAND, José Carlos. Arte, privilégio e distinção: artes plásticas, arquitetura e classe dirigente no Brasil, 1855/1985. São Paulo: Perspectiva, 2009.

FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: EDUSP, 2009.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora da Unesp, 1991.

GOMES, Paulo Emílio Salles. Humberto Mauro, Cataguases, Cinearte. São Paulo: Perspectiva, 1974.

GONÇALVES, Lisbeth Rebollo. Sérgio Milliet: crítico de arte. São Paulo: Perspectiva, 1992.

GOODWIN, Philip L. Brazil Builds: Architecture New and Old (1652-1942). New York: The Museum of Modern Art, 1943.

MARTINS, Wilson. O Modernismo. São Paulo: Cultrix, 1973.

MAURO, Humberto. O ciclo de Cataguases. In: WERNECK, Ronaldo. Kiryrí Rendauá Toribóca Opé: Humberto Mauro revisto por Ronaldo Werneck. São Paulo: Arte PauBrasil, 2009.

MENEZES, Ana Lúcia G. R. L. A correspondência de Mário de Andrade com os rapazes do grupo Verde de Cataguases como território de criação. Cadernos do Congresso Nacional de Linguística e Filologia. Rio de Janeiro, vol. 15, n. 5, 2011. Disponível em: <http://www.filologia.org.br>. Acesso em: mar. 2014.

_______. Amizade carteada: o diálogo epistolar de Mário de Andrade com o Grupo Verde de Cataguases. São Paulo: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, 2013. (Tese de Doutorado)

MINDLIN, Henrique. Arquitetura moderna no Brasil. Rio de Janeiro: Aeroplano, 1999.

ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira: cultura brasileira e identidade cultural. São Paulo: Brasiliense, 1989.

PAPADAKI, Stamo. The Work of Oscar Niemeyer. New York: Reinhold, 1950.

RESENDE, Enrique. Pequena história sentimental de Cataguases. Belo Horizonte/São Paulo: Itatiaia, 1969.

RESENDE, Henrique de et alii. Manifesto do Grupo Verde de Cataguazes. Cataguases: A Brasileira, 1927 [Panfleto]. Disponível em: <http://www.brasiliana.usp.br/handle/1918/06001470>. Acesso em: ago. 2014.

RIBEIRO FILHO, Joaquim Branco. Passagem para a modernidade: transgressões e experimentos na poesia de Cataguases (década de 20). Cataguases: Instituto Francisca de Souza Peixoto, 2002.

RIO, João do. Cinematographo: crônicas cariocas. Porto: Chardron de Lello & Irmão, 1909.

RUFFATO, Luiz. Os ases de Cataguases: uma história dos primórdios do modernismo. Cataguases: Instituto Francisca de Souza Peixoto, 2002.

SCHVARZMAN, Sheila. Humberto Mauro e as imagens do Brasil. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

SODRÉ, Nelson Werneck. Síntese de história da cultura brasileira. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988.

WERNECK, Humberto. O desatino da rapaziada: jornalistas e escritores em Minas Gerais. São Paulo: Cia. das Letras, 1992.

WERNECK, Ronaldo. Kiryrí Rendauá Toribóca Opé: Humberto Mauro revisto por Ronaldo Werneck. São Paulo: Arte Pau-Brasil, 2009.

WOLFF, Janet. A produção social da arte. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

Revistas

CINEARTE. Rio de Janeiro [s.I.], ano 8, n. 310, 03 de fevereiro de 1932. Disponível em <http://hemerotecadigital.bn.br/acervo-digital/cinearte/162531>. Acesso em: abr. 2013.

VERDE: Revista mensal de arte e cultura. Cataguases: Verde Editora, ano 1, n. 1, set. 1927. Edição fac-similar.

VERDE: Revista mensal de arte e cultura. Cataguases: Verde Editora, ano 1, n. 2, out. 1927. Edição fac-similar.

VERDE: Revista mensal de arte e cultura. Cataguases: Verde Editora, ano 1, n. 3, nov. 1927. Edição fac-similar.

VERDE: Revista mensal de arte e cultura. Cataguases: Verde Editora, ano 1, n. 4, dez. 1927. Edição fac-similar.

VERDE: Revista mensal de arte e cultura. Cataguases: Verde Editora, ano 1, n. 5, jan. 1928. Edição fac-similar.

VERDE: Revista mensal de arte e cultura – Segunda fase. Cataguases: Verde Editora, ano 1, n. 1, mai. 1929. Edição fac-similar

Downloads

Publicado

2020-02-14