Os fantasmas espreitam da fenda: a arquitetura estranhamente familiar de Lebbeus Woods

Autores

  • Bernardo da Silva Vieira Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ

Palavras-chave:

Lebbeus Woods, Arquitetura experimental, O Estranhamente familiar

Resumo

Neste artigo procuramos abordar os projetos do arquiteto Lebbeus Woods a partir da leitura cruzada de dois livros: The Architectural Uncanny: Essays in the Modern Unhomely e Warped space, de Anthony Vidler. Nos dois livros, lançados, respectivamente, em 1992 e 2000, o arquiteto, crítico e historiador norte-americano investiga o conceito do estranhamente familiar na contemporaneidade. O autor estabelece a correspondência entre arquitetura, psicologia e filosofia, remontando sua análise até a literatura do romantismo alemão, que deu origem às histórias de terror e sobrenaturais. Esse estudo leva às questões atuais sobre a alienação do sujeito e a relação entre o design arquitetônico e as patologias do espaço. Sua análise procura relacionar que “os problemas ligados ao gênero e ao sujeito podem ser associados à permanência do discurso de alienação e do Outro no contexto social e político da exclusão racial, étnica e das minorias” (vidler, 2008, p. 622). No entrecruzamento entre esses dois compêndios, buscamos posicionar o trabalho de Lebbeus Woods e suas investigações teóricas como uma força de resistência política. Tal intento reside na defesa de uma ética nas intervenções arquitetônicas em sítios arruinado por eventos traumáticos

Referências

BENJAMIM, Walter. Passagens. São Paulo: Imprensa Oficial, 2007.

COOK, Peter. The city, Seen as a Garden of Ideas. New York: The Monacelli Press, 2003.

______. Drawing: the motive force of architecture. West Sussex: John Wiley & Sons, 2008.

FREUD, Sigmund. O inquietante. In: ___. História de uma neurose infantil: (“O homem dos lobos”): além do princípio do prazer e outros textos (1917-1920). São Paulo: Companhia das Letras, 2010 [1919].

HUYSSEN, Andreas. Seduzidos pela Memória. Rio de Janeiro: Aeroplano Editora & MAM-RJ, 2000.

POE, Edgar Allan. Histórias extraordinárias de Allan Poe. Rio de Janeiro: Ediouro, 1998.

SHAKESPEARE, William. Hamlet. Trad. Millôr Fernandes. São Paulo: L&PM, 2000.

STRAUSS, Ivan. Architectures and Barbarians. Diary of a Sarajevo Architect. In: Beyond the revolution. The architecture in the eastern Europe. Londres: Architectural Design, 1996.

VIDLER, Anthony. The Architectural Uncanny: Essays on the Modern Unhomely. Cambridge/ Massachussets: The MIT Press, 1992.

______. Warped Space: art, architecture, and anxiety in modern culture. Cambridge/ Massachussets: The MIT Press, 2001.

______. Uma teoria sobre o estranhamente familiar. In : NESBITT, Kate (org.). Uma nova agenda para a arquitetura: antologia teórica (1965-1995). São Paulo: Cosac & Naify, 2008.

______. O campo ampliado da arquitetura In: SYKES, A. Krista (org.). O campo ampliado da arquitetura: Antologia teórica 1993-2009. São Paulo: Cosac & Naify, 2013.

WOODS, Lebbeus. One Five Four. New York: Princeton Architectural Press, 1989.

______. War and Architecture. New York: Princeton Architectural Press, 1993.

______. Radical Reconstruction. New York: Princeton Architectural Press, 1997.

______. The reality of the theory. 06.02.2008. https://lebbeuswoods.wordpress. com/2008/02/06/the-reality-of-theory/ Acesso em 13.07.2015.

______. Type Casting. https://lebbeuswoods.wordpress.com/2009/01/16/type-casting/ Acesso em 09.01.2014

______. Forms of authority. 23.04.2011 https://lebbeuswoods.wordpress.com/2011/04/23/forms-of-authority/ Acesso em 12.07.2015.

______. Slow manifesto: Lebbeus Woods blog. New York: Clare Jacobson Editor. Princeton Architectural Press, 2015.

Downloads

Publicado

2020-02-14