A UTILIZAÇÃO DE ELEMENTOS MUSICAIS ESTRUTURAIS DO CANDOMBLÉ NA PREPARAÇÃO E PERFORMANCE DAS BATERIAS DE ESCOLAS DE SAMBA PARA O CARNAVAL

Rafael Y Castro, Carlos Stasi

Resumo


Este trabalho aponta os elementos de procedência negra – principalmente do Candomblé –, que têm sido mantidos e transformados no Carnaval pelas Baterias das Escolas de Samba. A metodologia utilizada incluiu pesquisa participativa em terreiros e várias Escolas de Samba, assim como a realização de entrevistas com integrantes destas, tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro. Encontramos como elementos principais de convergência, espaços reservados a orixás dentro de algumas Escolas, proximidade entre células rítmicas em diferentes instrumentos utilizados nos dois contextos, existência daquele chamado de timeline ou clave que resulta em certa função múltipla do ritmo, formas de ensinamento de padrões em diferentes instrumentos e enorme proximidade entre toques executados nos atabaques no Candomblé e figuras rítmicas apresentadas na caixa – instrumento este que representa a própria identidade de cada Bateria. Concluímos que esta conexão estrutura musicalmente o Carnaval apresentado pelas Escolas de Samba.


Palavras-chave


Bateria; Candomblé; Carnaval; Diáspora negra; Escola de Samba

Texto completo:

PDF

Referências


CARDOSO, Ângelo Nonato Natale. A linguagem dos tambores. Tese de doutorado em Música. Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2006.

FERNÁNDEZ, Rolando Antonio Pérez. La Binarizacion de Los Ritmos Ternarios Africanos en America Latina. Havana: Casa de Las Americas, 1966.

SANFILIPPO, Lucio Bernard. Agueré: caminhos de transbordamento na afro-diáspora. Dissertação de Mestrado em Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2016.

ENTREVISTAS

MOITA, Pedro. Entrevista em 07/04/2018. Rio de Janeiro. Áudio. Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

SIMAS, Luiz Antônio. Entrevista em 08/04/2018. Rio de Janeiro. Áudio. Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

SILVA, André. Entrevista em 10/04/2018. Rio de Janeiro. Áudio. Engenho da Rainha. Rio de Janeiro.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 interFACES