A narrativa urbana de Marcelo D’Salete, um intérprete do Brasil

Christian Carlos Rodrigues Ribeiro

Resumo


Este artigo possuí como premissa desenvolver reflexão sociológica acerca da obra do quadrinista e ilustrador Marcelo D’Salete, artista que desenvolve uma obra das mais instigantes em relação ao processo de ser negro em um país como o Brasil, que nega a sua condição de sociedade racista ao mesmo tempo em que impede a sua população afrodescendente a sua condição cidadã e o pleno acesso direitos sociais. O que nos fez constituir esse estudo acerca dessa primeira fase de sua carreira, em que seus roteiros e narrativas gráficas já colocam em primeiro plano as vivências e experiências das populações afrodescendentes em suas relações - simbólicas ou concretas - de sociabilidades, partindo da sua própria conscientização racial e social em relação as condições de marginalização e racismo a que estas eram (são) submetidas ao longo de nossa história. Dando assim origem a um conjunto teórico basilar para se buscar entender o Brasil em todas as suas complexidades e contradições.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Lugar Comum – Estudos de mídia, cultura e democracia