Rumos do conto português contemporâneo

Silvie Špánková

Resumo


No prefácio à obra de Domingos Monteiro, um dos maiores contistas portugueses do século XX, João Bigotte Chorão lamenta a fraca posição do conto entre os géneros narrativos cultivados e lidos em Portugal, expondo um paradoxo dos tempos modernos, em que ninguém tem tempo para nada e, apesar disso, as pessoas sempre preferem ler ou comprar romances em vez de contos (2001, p. 18)...


Palavras-chave


Literatura portuguesa;

Texto completo:

PDF

Referências


Chorão, J. Bigotte (2001). Histórias deste e de outro mundo. In Monteiro, Domingos. Contos e novelas, vol. I. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Ferreira, A. M. (2004). Arte maior: os contos de Branquinho da Fonseca. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Poe, E. A. (s/d). The philosophy of composition. Acessível em https://dp.la/primary-source-sets/the-raven-by-edgar-allan-poe/sources/764 (Cit. 11. 12. 2020).




DOI: https://doi.org/10.35520/metamorfoses.2020.v17n1a43997

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Metamorfoses - Revista de Estudos Literários Luso-Afro-Brasileiros


Licença Creative Commons
A Revista Metamorfoses utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Indexadores e bases bibliográficas:

Google Acadêmico EZBSudoc  Base DRJI WorldCat  Diadorim