O Pensamento Estruturalista Brasileiro e os Sistemas de Inovação: uma breve reflexão sobre o (sub)desenvolvimento

Flávio José Marques Peixoto

Resumo


Este trabalho procura apontar os principais pontos de convergência entre o pensamento estruturalista latino-americano – em especial o brasileiro – e a abordagem dos sistemas de inovação. O objetivo é pensar o desenvolvimento não como um processo linear que pode ser reproduzido a partir de experiências bem sucedidas, mas como um processo sistemático onde o conhecimento e a inovação desempenham um papel fundamental. Nesse sentido, o
subdesenvolvimento não pode ser analisado isoladamente como uma etapa transitória na qual alguns países, fazendo uso das melhores práticas, alcançarão o desenvolvimento. Pelo contrário, ele está profundamente relacionado com a própria dinâmica do capitalismo. Dessa forma, a abordagem dos sistemas de inovação é proposta como uma ferramenta analítica de fundamental relevância para se pensar políticas de desenvolvimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Oikos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: