Em direção a uma teoria austrogermânica de desenvolvimento econômico desigual? Uma defesa da teorização por inclusão

Erik S. Reinert

Resumo


A partir da distinção distinção dos programas de pesquisa baseados em “valor” ou “troca”, feita por Meir Kohn (2004), este artigo sugere um paradigma “produtivo” a ser estabelecido na tradição de Menger e Schumpeter. Sugere-se que este programa baseado na produção poderia usar como ponto de partida a tentativa de Schumpeter (1908) de mediar a Controvérsia do Método (Methodenstreit) ao argumentar que diferentes tipos de problemas econômicos requerem teorias em diferentes graus de abstração. Isto se desdobra em “teorização por inclusão”, uma abordagem que combina elementos tanto da tradicional corrente econômica alemã, quanto da corrente austríaca de tradição mengeriana.

Palavras-chave


Uneven economic development, Mengerian-Schumpeterian

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Oikos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: