Chávez, Morales e a construção de uma alternativa ao neoliberalismo

Bruna Ferraz Raposo

Resumo


Considerando os resultados econômicos e sociais da aplicação de políticas neoliberais na América Latina durante as décadas de 1970 e 1980, constatou-se a emergência de movimentos sociais opositores e a ascensão de presidentes que puseram em prática um projeto de governo com propósito de superação do neoliberalismo – o caso da Venezuela a partir de 1999 e Bolívia, de 2006. A intenção é, portanto, analisar criticamente esses dois processos sobre a ótica dos aspectos políticos e econômicos para apontar quais as possibilidades e limites (internos e externos), os impactos na estrutura dependente desses países e quais as contribuições para os estudos sobre a economia política da região e no fomento de uma perspectiva antineoliberal, em primeira instância, e anticapitalista, em última.

Palavras-chave


Neoliberalismo; Dependência; América Latina; Bolívia; Venezuela

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Oikos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: