Crise da Geopolítica do Petróleo no Brasil e o ‘mundo invisível’ das para-petroleiras

Iderley Colombini

Resumo


O debate sobre a geopolítica do petróleo tem se acirrado no Brasil desde a crise internacional de 2014, a qual ganhou contornos mais dramáticos com os desdobramentos políticos da operação Lava Jato e com as profundas transformações institucionais sofridas pelo país desde 2016. O setor de petróleo e gás passou por uma profunda transformação, com grande destaque para a perda de operadora única dos campos do Pré-sal da Petrobrás e a entrada das grandes petroleiras internacionais no Brasil. Contudo muito pouco tem sido analisado sobre outros elementos da disputa geopolítica em torno do petróleo que não a extração do óleo em si, como é o caso do controle da indústria e das tecnologias que envolvem essa produção. Dessa forma, nesse estudo busca-se analisar as transformações recentes no setor de serviços e fornecimento de máquinas e equipamentos (empresas denominadas de para-petroleiras) para a extração do petróleo no Brasil sob o prisma da geopolítica das disputas capitalistas internacionais.

Palavras-chave


Geopolítica do petróleo; Economia política internacional; Brasil; Para-petroleiras; Economia industrial

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Oikos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: