As organizações internacionais e a hegemonia mundial: a guinada neoliberal da OCDE

Ana Rachel Simões Fortes, Chyara Sales Pereira, Leonardo Ramos

Resumo


A partir dos anos 1970, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) se converteu em um ator importante na propagação de políticas neoliberais ao apoiar esforços de coordenação econômica, desenvolver análises e recomendações para seus países membros da época. Ao considerar que, pela perspectiva de Robert W. Cox, as Organizações Internacionais possuem um papel fundamental no que se refere ao campo ideológico, o objetivo deste artigo é analisar a guinada neoliberal na OCDE para compreender o seu papel na propagação e consolidação do neoliberalismo no âmbito de seus países membros durante a década de 1980. A partir da análise dos documentos produzidos pela instituição em questão no referido período, será possível compreender o modo de atuação da OCDE e como todo esse processo foi sistematicamente operacionalizado.

Palavras-chave


Organizações Internacionais; Robert Cox; OCDE; Neoliberalismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Oikos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: