SI ESTO ES UN HOMBRE (GRIEGO). LA SUBJETIVIDAD DEL CIUDADANO MODÉLICO Y LOS SERES DESUBJETIVADOS

Autores

  • Julián Gallego Professor de História Antiga Clássica da Faculdade de Filosofia e Letras da UBA (Universidade de Buenos Aires).

DOI:

https://doi.org/10.26770/1413-5787_20-1_4

Palavras-chave:

pólis, cidadão, homem, subjetividade, dessubjetivação.

Resumo

O trabalho tem como objetivo investigar a definição de um cidadão modelar da pólis grega, utilizando o conceito de “subjetividade instituída”. Esta noção refere-se aos padrões dominantes, que estabelecem uma ideia do homem desejável baseada na exclusão e, acima de tudo, na expulsão dos seres que, embora biologicamente humanos, são considerados socialmente inferiores e colocados fora da humanidade. Todos esses seres heterogêneos (plebeus, mulheres, escravos, servos, etc.), na prática e na teoria, são submetidos a diversos processos de dessubjetivação, que envolvem a negação da condição humana, ou seja, uma desumanização.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

GALLEGO, Julián. SI ESTO ES UN HOMBRE (GRIEGO). LA SUBJETIVIDAD DEL CIUDADANO MODÉLICO Y LOS SERES DESUBJETIVADOS. PHOÎNIX, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 40–58, 2020. DOI: 10.26770/1413-5787_20-1_4. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/33092. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos