VALENTINA VAI ALÉM: A VOZ DO TRADUTOR EM ASSEMBLEIA DAS MULHERES DE ARISTÓFANES

Autores

  • Ana Maria César Pompeu

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v28n1a7

Palavras-chave:

Aristófanes, tradutor, Assembleia das Mulheres, Valentina.

Resumo

Assembleia das Mulheres (393/2 a.C.) é a décima peça que nos chegou de Aristófanes, único comediógrafo da Comédia Antiga grega que nos deixou textos completos.  É a primeira do século IV a.C. e apresenta modificações formais importantes em relação às comédias do século V a.C. Em português, temos duas traduções mais difundidas da peça: uma de Portugal, de Maria de Fátima Silva, As mulheres no Parlamento (1988), e outra do Brasil, de Mário da Gama Kury, A revolução das mulheres (1988/1964). Analisaremos as duas traduções com ênfase na atuação de Valentina, que continua em cena e atua na conclusão da peça, na versão de Mário da Gama Kury, que reler e reescreve o texto de Aristófanes, no qual a protagonista é retirada da cena final.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2022-06-11

Como Citar

POMPEU, Ana Maria César. VALENTINA VAI ALÉM: A VOZ DO TRADUTOR EM ASSEMBLEIA DAS MULHERES DE ARISTÓFANES. PHOÎNIX, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 122–137, 2022. DOI: 10.26770/phoinix.v28n1a7. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/52887. Acesso em: 21 jun. 2024.