A VOZ EX-CÊNTRICA DA PERSONAGEM ORIBELA EM DESMUNDO

Solange Salete Toccolini Zorzo

Resumo


Das obras ficcionais de autoria de Ana Miranda, Desmundo (1996) foi o marco em sua criação literária. Ficção em prosa poética, o romance caracteriza-se pela voz narrativa feminina em primeira pessoa. É um olhar marginalizado ao contexto histórico brasileiro do século XVI, trabalhado de tal forma que suscita muitas imagens através dos sons, das cores e dos inúmeros significados que podem ser extraídos da narrativa. Essa riqueza de elementos imagéticos propiciou a transcriação fílmica pelo diretor cinematográfico Alain Fresnot. A partir de ambas as criações artísticas e seus elementos intra, inter e transtextuais, analisamos como se estabelece a transcriação da personagem Oribela do romance às telas. Além disso, o trabalho pretende apontar o modo como o século XVI aparece nas obras a partir do olhar tanto de Oribela quanto da câmera cinematográfica. Como aporte teórico, o trabalho conta com autores voltados para o foco narrativo, as relações intersemióticas entre literatura, cinema e pintura, além de pesquisadores que abordam sobre o personagem de ficção e a metaficção historiográfica. Todas essas vozes contribuíram para a análise de nosso contexto histórico.

 


Palavras-chave


Desmundo. Personagem de ficção. Transcriação fílmica.

Texto completo:

PDF

Referências


AUMONT, Jacques et. al. A estética do filme. 9. ed. 1ª reimp. Tradução de Marina Appenzeller. Campinas: Papirus, 2012.

BÍBLIA SAGRADA. Tradução de Centro Bíblico Católico. Revisão de João J. P. de Castro. 71. ed. São Paulo: Ed. Ave Maria, 1989.

COUTINHO, Afrânio. Do Barroco: ensaios. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ; Tempo Brasileiro, 1994.

DESMUNDO. Direção: Adrian Cooper; Chico Andrade. Produção: Van Fresnot. Brasil: Columbia Pictures do Brasil, 2003. 1 DVD (100 min.).

FRESNOT, Alain; FERREIRA, Helder; ANZUATEGUI, Sabina. Desmundo: roteiro de Sabina Anzuategui. São Paulo: Imprensa oficial, 2006.

GUIMARÃES, Bernardo. O Seminarista. São Paulo: Martin Claret, 2011.

MARTIN, Marcel. A linguagem cinematográfica. Belo Horizonte: Itatiaia, 2003.

MIRANDA, Ana. Depoimento, vida e obra. 17 jun. 2010. Entrevista concedida à TV Cultura no Programa “Autor por autor”. Disponível em: . Acesso em: 23 mai. 2014.

_________. Desmundo. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

_________. “Momentos singulares”. In: UNB 50 ANOS DE LETRAS, 2012, Brasília.

STAM, Robert. Teoria e prática da adaptação: da fidelidade à intertextualidade. Ilha do Desterro, Florianópolis, n. 51, p. 19-53, jul.-dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 29 set. 2013.

VERNET, Marc. “Cinema e narração”. In.: AUMONT, Jacques et. al. A estética do filme. 9. ed. 1ª reimp. Tradução de Marina Appenzeller. Campinas: Papirus, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Policromias - Revista de Estudos do Discurso, Imagem e Som

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Policromias é a publicação do LABEDIS - Laboratório de Estudos do Discurso, Imagem e Som, coordenado pela Profa. Dra. Tania Conceição Clemente de Souza e vinculado ao Museu Nacional (UFRJ). 

____________________________________________________________

Policromias está indexada nas seguintes bases de dados:

  

 

 

 

 


Licença Creative Commons

A Policromias utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.