O ENTRE-LUGAR DO SUJEITO IDOSO NO PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO URBANA DO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS

Icléia Caires Moreira, Claudete Cameschi de Souza, Fabrício Ono, Michelle Sousa Mussato

Resumo


Este artigo objetiva problematizar o discurso do sujeito idoso e suas representações a respeito do desenvolvimento socioeconômico da cidade de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. Nossa hipótese é de que as representações do sujeito idoso a respeito de seu lócus geoistórico entrelaçadas e entretecidas a sua narrativa de si, podem tanto legitimar a sua cidadania enquanto membro pertencente a um coletivo estatizado, quanto demarcar sua posição de sujeito da exclusão na constituição das múltiplas faces de sua identidade. Para tanto, pautamo-nos, transdisciplinarmente, na Análise do Discurso de origem francesa (PÊCHEUX, 1988; CORACINI, 2007) da Arqueogenealogia foucaultiana (1997-2013-2014); e da visada Pós-colonialista (NOLASCO, 2013; BHABHA, 2013; SANTOS, 2007) com a finalidade de promovermos um gesto analítico sobre o delineamento desses processos representacionais nascidos a partir do olhar do idoso sobre si e sobre o lócus citadino em que habita.


Palavras-chave


Discursos; Identidades; Representações; Sujeito idoso

Texto completo:

PDF

Referências


AUTHIER-RÉVUZ, J.. Heterogeneidade(s) enunciativa(s). Trad. Celene Cruz e W. Geraldi. In: Cadernos de estudos Linguísticos, n 19. Campinas: Unicamp, 1990, p. 25-42.

BHABHA, H. O local da cultura. Trad. Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Glaucia Ranete Gonçalves. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2013.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Senado, 1988.

CAGLIARI, L. C. Da importância prosódica de fatos gramaticais”. In: ILARI, R. (org.). Gramática do português falado. Vol. II: Níveis de análise linguística. Campinas: Editora da Unicamp, 1993.

CORACINI, M. J. A celebração do outro: arquivo, memória e identidade: línguas (materna e estrangeira). Plurilinguismo e tradução. Campinas: Mercado de Letras, 2007.

DERRIDA, J. Mal de arquivo. Trad. De Claudia de Morais Rego. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

FERREIRA, A. B. de H. Minidicionário da língua portuguesa. 7 ed. Curitiba: editora Positivo, 2009.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Trad. Roberto Machado.11. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1997.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. Trad. Laura F. de Almeida Sampaio, 23 ed. São Paulo: Loyola, 2013.

FOUCAULT, M. Método. In: FOUCAULT, M. História da sexualidade I: a vontade de saber. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. 1. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2014.p. 100-112.

MATO GROSSO DO SUL. Lei no. 4.336, de 11 de abril de 2013. Disponível em: http://www.radaroficial.com.br/d/30817539. Acesso em: 25/11/2017.

MOREIRA, I. C. O processo de subjetivação do Indígena em material didático subsidiado pelas (novas) tecnologias. Três Lagoas: Câmpus de Três Lagoas, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2016. 133 f. (Dissertação de Mestrado).

MOTTA, A. L. R. da. Planejamento urbano: a voz da cidade. In: DI RENZO, A. (Orgs.). Linguagem, História e Memória: discurso em movimento. Campinas: Pontes, 2011. p. 11-24.

NEVES, M. H. Gramática de usos do Português. 2. ed. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

NOLASCO, E. C. Perto do coração selbaje da crítica fronteriza. São Carlos: Pedro & João, 2013.

ORLANDI, E. Segmentar ou recortar? Série Estudos. Nº 10. Faculdades Integradas de Uberaba (linguística: questões e controvérsias), p. 9-26, 1984.

ORLANDI, E. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

ORLANDI, E. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 11. ed. Campinas: Pontes, 2013.

PALMA, V. C. L. C. F. da. SILVA, A. de J. UMI Universidade da Melhor Idade. Volume 1. Campo Grande: Editora UFMS, 2012.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni P. Orlandi. Campinas: Editora da UNICAMP, 1988.

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS LAGOAS (2015). Três Lagoas é destaque no cenário nacional com investimento de R$ 15,7 bilhões em celulose. Disponível em: http://www.treslagoas.ms.gov.br/noticia/tres-lagoas-e-destaque-no-cenarionacional-com-investimento-de-r-15-7-bilhoes-em-celulose/11136/. Acesso em 25/11/2017.

SANTOS, B. de S. Para além do pensamento abissal: Das linhas globais a uma ecologia de saberes. Revista Crítica de Ciências Sociais, v 78, 3-46, 2007.

SILVA, A. A. da. Fundação e desenvolvimento da igreja Batista na cidade de Três Lagoas. Protestantismo em Revista, São Leopoldo, RS, v. 25, maio-ago. 2011. p. 19-39.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Policromias - Revista de Estudos do Discurso, Imagem e Som

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Policromias é a publicação do LABEDIS - Laboratório de Estudos do Discurso, Imagem e Som, coordenado pela Profa. Dra. Tania Conceição Clemente de Souza e vinculado ao Museu Nacional (UFRJ).

              

 

 

 

 


Licença Creative Commons

A Policromias utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.