“SÓ MOMO EXPULSA O CRIVELLA DAS PESSOAS”: CRÍTICAS NÃO-VERBAIS E CARNAVALESCAS À PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO

Evandro de Sousa Bonfim

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar as críticas realizadas a partir das agremiações carnavalescas do Rio de Janeiro à gestão municipal de Marcelo Crivella, bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus. São repercussões sob a forma de discurso não-verbal (alegorias, fantasias, desenhos, peças promocionais, ícones civis) que demonstram a insatisfação com a relação entre o prefeito e a cultura pública da cidade, que possui como marcos importantes o ritual de entrega das chaves da urbe ao Rei Momo e a apresentação das escolas de samba na Marquês de Sapucaí. As manifestações visuais retomam a memória crítica dos próprios desfiles e combinam gestos discursivos próprios da linguagem carnavalesca (a inversão, o grotesco, a ênfase no baixo corporal) com repertórios da gramática da religião pública, de forma a constituir o carnaval como arena para disputas em torno da definição do religioso.

Palavras-chave


Palavras-Chave: Discurso Não-Verbal, Carnaval, Religião Pública, Cidade

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Michael. A Cultura Popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. São Paulo, Brasília: UnB, Hucitec, 1999.

BENVENISTE, Émile. “O Aparelho Formal da Enunciação”. In: Problemas de Linguística Geral II. Campinas, Pontes, 1989.

JAKOBSON, Roman, FANT, C. Gunnar M. & HALLE, Morris. Preliminaries to speech analysis. MIT Acoustics Laboratory, Technical Report 13, 1952. [Reeditado por MIT Press, Cambridge MA, 11a. impressão, 1976.]

______. Linguística e comunicação. Prefácio de Izidoro Blikstein; tradução de Izidoro Blikstein e José Paulo Paes. 24.ed. São Paulo: Cultrix, 2001.

LATOUR, Bruno. “O que é um Iconoclash? Ou há um mundo além das guerras de imagem?”. Horizontes Antropológicos Ano 14 Nº 29, 2008.

LIGA INDEPENDENTE DAS ESCOLAS DE SAMBA. Livro Abre Alas. Rio de JUaneiro, LIESA, 2018.

LIMA, Fátima Costa de. Tese de Doutorado submetida ao Programa de Pós-Graduação em História do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina, 2011.

MARIZ, Cecília. “A teologia da batalha espiritual: uma revisão da literatura”. BIB (1º sem). Pp. 33-48, 1999.

MELO DE SOUSA, João Gustavo Martins. Na vida, um mendigo; Na Folia, um Rei.. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Federal do Ceará.

MONTERO, Paula. “Religiões Públicas ou Religiões na Esfera Pública? Para um Crítica ao Conceito de Campo Religioso de Pierre Bourdieu”. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, 36(1): 128-150, 2016.

ORLANDI, Eni. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. Campinas Pontes, 1987.

PÊCHEAUX, Michel. Semântica e Discurso. Campinas: UNICAMP Editora, 1988.

PEIRCE, Charles S. Semiótica. São Paulo, Perspectiva, 2005

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral. Organizado por Charles Bally e Albert Sechehaye. Tradução de Antonio Chelini, José Paulo Paes, Isidoro Blikstein, 25.ed. São Paulo: Cultrix, 1999.

SOUZA, Tânia Clemente de. “A análise do não-verbal e os usos da imagem nos meios de comunicação”. Rua (UNICAMP), Campinas, SP, v. 7, pp. 65-94, 2001.

________________________. "Mídia e ressonâncias discursivas de um mito Bakairi (Karib)”. Comunicação no XXXIII Enanpoll, Cuiabá, MT, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Policromias - Revista de Estudos do Discurso, Imagem e Som

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Policromias é a publicação do LABEDIS - Laboratório de Estudos do Discurso, Imagem e Som, coordenado pela Profa. Dra. Tania Conceição Clemente de Souza e vinculado ao Museu Nacional (UFRJ).

              

 

 

 

 


Licença Creative Commons

A Policromias utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.