Biblioteconomia: uma profissão definida pela teoria das profissões

Katiusa Stumpf

Resumo


Resumo: Este artigo apresenta, inicialmente, algumas correntes da teoria das profissões a partir da leitura de Dubar, Rodrigues e Freidson, trazendo a discussão para o profissional bibliotecário. O objetivo é mostrar a profissionalização de acordo com duas correntes teóricas, funcionalismo e interacionismo. Metodologicamente este trabalho envolveu uma abordagem qualitativa, de caráter indutivo, sendo um estudo empírico, humano e social, de natureza exploratória. Tratando-se de um estudo do tipo bibliográfico e exploratório. Em um primeiro momento destacam-se as definições e características das profissões, em seguida são apresentados alguns pontos de vista da sociologia das profissões, mais especificamente sobre profissionalização, poder das profissões, desprofissionalização e proletarização. Por fim, tenta-se mostrar como a pode-se inferir que a Biblioteconomia, embora com suas peculiaridades e características ainda bastante tecnicistas, tem sua identidade como profissão definida pela teoria da Sociologia das Profissões.

 


Palavras-chave


Teoria das Profissões. Funcionalismo. Interacionismo. Profissão Bibliotecária.

Texto completo:

PDF EPUB HTML


DOI: https://doi.org/10.47681/rca.v5i1.32056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

ISSN: 2525-7935

Bases de Dados e Diretórios