O Estado Novo no Controle da Informação Cotidiana: O Caso da Cidade de Natal (1941-1943) a partir do jornal “A República”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47681/rca.v5i1.33597

Palavras-chave:

Informação Cotidiana. Memória. Natal - Segunda Guerra.

Resumo

Apresenta resultados da pesquisa de mestrado em que se buscou uma compreensão do Estado brasileiro na década de 1940, diante dos momentos de controle, repressão e silenciamento da informação cotidiana, colocando a cidade de Natal, em maior evidência, frente aos conflitos da Segunda Guerra Mundial. A pesquisa teve como problemática, a partir dos indícios memorialísticos no Jornal ‘A República’, analisar como eram produzidas e disseminadas, as informações cotidianas na Cidade de Natal 1941-1943? Teve como objetivo geral analisar os tipos de informações cotidianas que circulavam a partir desse jornal e nessa cidade, levando em consideração, os aparatos de controle do Estado Novo. E como objetivos específicos: Especificar como se davam os processos de informação cotidiana dos anos de 1937-1943 na estrutura do Estado Novo; Identificar, categorizar e mapear a partir do Jornal A República quais conteúdos informacionais, circulavam em Natal (1941-1943); Verificar nos conteúdos informacionais, a presença de sentidos e intencionalidades, relacionando-as a seus produtores. Com uma fundamentação teórica no cotidiano de Lefebvre (1991); Heller (2009); Martins (2014), informação cotidiana com Xifras-Heras (1975); Gonçalves; Freire (2015) e em memória, com Le Goff (1990), Certeau (2013), Halbwachs (1990), Gondar (2016), Assman (2011), Pollak (1989). Metodologicamente é uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, de análise hermenêutica-dialética (MYNAYO, 1996), de diversas fontes documentais e com recorte de corpus para os jornais com Semana Artificial (BAUER, 2002) e análise de conteúdo (BARDIN, 2009) a partir da técnica de categorização. Nesse sentido, a pesquisa procurou, contribuir nos estudos sobre o controle da informação no Estado Novo e Natal na década de 1940 com seu envolvimento na Segunda Guerra.

Biografia do Autor

Fernanda Carla da Silva Costa, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT/UFRJ)

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) convênio com Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestra em Ciência da Informação - Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) - Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Bacharel em Biblioteconomia - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFPB), Licenciada em História - Universidade Potiguar (UNP).

Maria Cleide Rodrigues Bernardino, Universidade Federal do Cariri (UFCA)

Professora do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Cariri (UFCA); Doutora em Ciência da Informação, pela UnB; Mestre em Linguística, pela UFPB; Bacaharel em Biblioteconomia, pela UFC.

Publicado

2020-06-24

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa