A linguagem documentária na negociação de uma política de indexação para bibliotecas universitárias: procedimentos e estratégias da pesquisa-ação integral

Mariângela Spotti Lopes Fujita

Resumo


A qualidade dos serviços de disseminação online da biblioteca depende da linguagem utilizada para a indexação e recuperação. A linguagem documentária é o instrumento de controle de vocabulário e de política de indexação que faz a diferença na mediação com a linguagem do usuário durante as estratégias de buscas em catálogos online que requerem especificidade e exaustividade. Considerando-se a problemática de uso e não uso de linguagem em catálogo de bibliotecas universitárias, a proposição desta investigação é a de demonstrar o processo de negociação, acerca da linguagem como instrumento facilitador da política de indexação realizado por sistema de biblioteca universitária com método de pesquisa-ação integral. O processo de negociação da política de indexação realizado com a participação de pesquisadores e catalogadores é relatado com enfoque nas decisões sobre a linguagem que produziram mudanças. A elaboração do manual de indexação inclui ações referentes à elementos, variáveis, processo de indexação e, principalmente, acerca do uso de uma única linguagem construída e atualizada pelos catalogadores. Conclui-se que o método de pesquisa-ação integral revelou as diferentes perspectivas dos participantes do contexto de indexação, usuários, catalogadores, dirigentes e bibliotecários sobre os problemas e restrições do contexto de bibliotecas, como seria possível resolvê-los e quais os instrumentos e métodos necessários, o que ajudou no aprimoramento da política de indexação. 


Palavras-chave


linguagem documentária; política de indexação; pesquisa-ação integral

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

ISSN: 2525-7935