Desafios e aceitação do exame Papa Nicolau da mulher reclusa

Marlene Menezes de Souza Teixeira, Shura do Prado Farias Borges, Alessandra Bezerra de Brito

Resumo


Objetivo: analisar o perfil e adesão das mulheres reclusas ao exame Papanicolau. Métodos: Para o levantamento dos dados foi realizada um formulário com seis perguntas sobre questões socioeconômicas, vida sexual e a importância do exame Papanicolau às mulheres reclusas do sistema prisional da Região Metropolitana do Cariri-CE. Resultados: Observamos que existe uma deficiência do acesso à saúde nos presídios supras citados, a falta de informação sobre o exame Papanicolau, a baixa autoestima enquanto reclusas. Conclusão: A realização dessa intervenção propiciou a divulgação das informações necessárias à promoção de saúde no grupo em estudo. Também foram notórias as precariedades existentes no sistema prisional em relação à prevenção do colo de útero e a realização do exame Papanicolau.


Palavras-chave


cadeia feminina. Cariri. Colo de Útero. Prevenção. Saúde

Texto completo:

PDF EPUB HTML


DOI: https://doi.org/10.47681/rca.v6i1.38158

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

ISSN: 2525-7935

Bases de Dados e Diretórios