Internet e ODS: mapeamento de pesquisas sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável na internet brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47681/rca.v7i2.43894

Palavras-chave:

Informação, Sustentabilidade, Estatística, Big Data

Resumo

O ser humano ao longo das últimas duas décadas do século XXI tem intensificado  busca por uma melhor relação junto ao meio ambiente, visto que a Organização das Nações Unidas – ONU em 2015 após sua assembleia geral desenvolveu 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS para serem aplicados no mundo até o ano de 2030 visando o bem-estar social e ambiental. Visando analisar o desenvolvimento dos interesses das pessoas que utilizam a internet como uma ferramenta de estudo a proposta de pesquisa neste artigo é de levantar os temas mais pesquisados na internet referente aos ODS junto a plataforma Google Trends através de uma pesquisa netnográfica, analisando quais dentre os 17 objetivos são os 05 mais pesquisados no Brasil entre junho de 2014 a junho de 2019 totalizando 79.643 buscas no período, neste resultado receberam três aplicações, sendo a primeira o Teste-T, em seguida uma análise de distribuição entre as variações dos ODS e o terceiro o método da curva ABC para identificar os ODS mais pesquisados e tendo como resultados o 7º (Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos) com 23.618 pesquisas, 3º (Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos) tendo 14.560 pesquisas, 2º (Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável) 14.371 pesquisas, 8º (Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos), com 14.272 acessos e o 4º (Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos) tendo 12.822 pesquisas. Os resultados demonstram que demandas ligadas as necessidades básicas de uma sociedade podem ser consideradas como prioridades a serem solucionadas no olhar das pessoas que acessam o Google para realizar suas pesquisas.

Biografia do Autor

Hinton Bentes, Universidade Federal do Pará

Administrador, mestrando em Ciência da Informação na Universidade Federal do Pará

Bruno Leite, Universidade Estácio de Sá do Rio de Janeiro

Mestrando em Administração de Empresas Estácio-RJ, Especialista em Docência do Ensino Superior Estácio-PA, Graduado em Redes de Computadores Estácio-PA.

Aline Christian Pimentel Almeida, Universidade Federal do Pará - UFPA

Doutora em Engenharia de Recursos Naturais pela Universidade Federal do Pará. Atualmente é professora e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFPA e da Faculdade de Engenharia Sanitária e Ambiental (FAESA) - Instituto de Tecnologia.

Referências

ALPERIN, Juan Pablo et al. Identifying diffusion patterns of research articles on Twitter: a case study of online engagement with open access articles. Public Understanding Of Science, Otawa, v. 18, n. 28, p. 02-18, 28 jan. 2019. Semestral. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0963662518761733 . Acesso em: 27 set. 2022.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14001:2015: NBR ISO 14001:2015. Sistemas de gestão ambiental — Requisitos com orientações para uso. 3 ed. Rio de Janeiro: Abnt, 2015. 41 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14001:2015: NBR ISO 14040:2009 Versão Corrigida:2014. Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Princípios e estrutura. 3 ed. Rio de Janeiro: Abnt, 2014. 45 p.

BARBIERI, José Carlos. Gestão Ambiental: Conceitos, Modelos e Instrumentos. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2011

BARROS, Ricardo Luiz Peixoto de. Gestão Ambiental Empresarial. Rio de Janeiro. FGV, 2013.

BERTALANFFY, L.V. Teoria dos Sistemas. Becskehaázy, M.G.L. (ed.) Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro. 142p. 1975.

BREHMER M., et al. Sustainable business models as boundary-spanning systems of value transfers. Journal of Cleaner Production. Vol. 172, 20, p. 4514-4531 Jan. 2018. Semestral. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2017.11.083 . Acesso em: 27 set. 2022.

BRIDGMAN, Todd; CUMMINGS, Stephen; BALLARD, John. Who Built Maslow’s Pyramid? A History of the Creation of Management Studies’ Most Famous Symbol and Its Implications for Management Education. Academy Of Management Learning & Education, [S.L.], v. 18, n. 1, p. 81-98, mar. 2019. Academy of Management. http://dx.doi.org/10.5465/amle.2017.0351 . Acesso em: 25 set. 2022.

DANGELICO, Rosa Maria; PONTRANDOLFO, Pierpaolo. Being ‘Green and Competitive’: the impact of environmental actions and collaborations on firm performance. Business Strategy And The Environment, [S.L.], v. 24, n. 6, p. 413-430, 4 dez. 2013. Wiley. http://dx.doi.org/10.1002/bse.1828. Acesso em: 25 set. 2022.

DOBROV, G. M.; KARENNOI, A.A. The informational basis of scientometrics. In: MIKHAILOV, A. I. On theoretical problems of informatics. Moscou: VINITI/FID, 1969. p.165-191.

DINIS, G.; COSTA, C.; PACHECO, O.. Google it! Using the Google Trends tool to understand the Algarve Tourist destination public interest. Dos Algarves: a Multidisciplinary e-journal, [S.L.], v. 26, n. 1, p. 64-84, 10 nov. 2015. School of Management, Hospitality and Tourism, University of the Algarve. http://dx.doi.org/10.18089/damej.2015.26.1.4 . Acesso em: 30 ago. 2021.

GARBE, Jennifer; BEEVERS, Lindsay. Modelling the impacts of a water trading scheme on freshwater habitats. Ecological Engineering, [S.L.], v. 105, p. 284-295, ago. 2017. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ecoleng.2017.04.057. Acesso em: 30 ago. 2021.

HISRICH. Robert D. Empreendedorismo. 9º edição. Porto Alegre: AMGH, 2014.

INTERNATIONAL CONFERENCE ON WATER DISTRIBUTION SYSTEMS ANALYSI, 18., 2016, Cartagena. Data Assimilation in Water Distribution Systems. Cartagena: Elsevier, 2016. 8 p. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/journal/procedia-engineering/vol/186/suppl/C. Acesso em: 25 set. 2022.

KOTNIK, Patricia; PETRIN, Tea. Implementing a smart specialisation strategy: an evidence-based approach. International Review Of Administrative Sciences, [S.L.], v. 83, n. 1, p. 85-105, 10 jul. 2016. SAGE Publications. http://dx.doi.org/10.1177/0020852315574994. Acesso em: 30 ago. 2021.

KOZINETS, Robert V.. The Field behind the Screen: using netnography for marketing research in online communities. Journal Of Marketing Research, [S.L.], v. 39, n. 1, p. 61-72, fev. 2002. SAGE Publications. http://dx.doi.org/10.1509/jmkr.39.1.61.18935. Acesso em: 25 set. 2022.

LYON, David. Surveillance, Snowden, and Big Data: capacities, consequences, critique. Big Data & Society, [S.L.], v. 1, n. 2, p. 205395171454186, 1 jul. 2014. SAGE Publications. http://dx.doi.org/10.1177/2053951714541861. Acesso em: 30 ago. 2021.

MATOS, M. T.; CONDURú, M. T.; BENCHIMOL, A. C. A produção científica e o acesso aberto sobre a ciência de dados no contexto da ciência da informação: estudo bibliométrico. Páginas A&B, Arquivos e Bibliotecas (Portugal), n. Especial, p. 247-248, 2021. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/157372. Acesso em: 27 set. 2022.

MINTZBERG, H. Safári de Estratégia: um roteiro pela selva do planejamento estratégico. Porto Alegre: Bookman, 2000.

MIKHAILOV, A I., CHERNYI, A. I., GILYAREVSKI, R. S. Informatic, a new name for theory of scientific information. Naukno-Tekhnicheskaya Informatsiya, n. 12, p.35-39, 1966.

MOLINA-AZORÍN, José F.; PEREIRA-MOLINER, Jorge; LÓPEZ-GAMERO, María D.; PERTUSA-ORTEGA, Eva M.; TARÍ, Juan José. Multilevel research: foundations and opportunities in management. Brq Business Research Quarterly, [S.L.], v. 105, n. 2, p. 284-295, abr. 2019. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.brq.2019.03.004. Acesso em: 30 ago. 2021.

PISANI, Niccolò; KOURULA, Arno; KOLK, Ans; MEIJER, Renske. How global is international CSR research? Insights and recommendations from a systematic review. Journal Of World Business, [S.L.], v. 52, n. 5, p. 591-614, set. 2017. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.jwb.2017.05.003. Acesso em: 25 set. 2022.

PORTER, M. E. Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. 12 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1989

SABIONI, Marjorie; FERREIRA, Marco Aurélio Marques; REIS, Anderson de Oliveira. Racionalidades na motivação para a participação cidadã no controle social: uma experiência local brasileira. Cadernos Ebape.Br, [S.L.], v. 16, n. 1, p. 81-100, jan. 2018. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1679-395155420.

SERBAN, Anca; ANDANUT, Marcela. Talent Competitiveness and Competitiveness through Talent. Procedia Economics And Finance, [S.L.], v. 16, p. 506-511, 2014. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/s2212-5671(14)00831-4. Acesso em: dez. 2019.

SNELSON, Chareen L.. Qualitative and Mixed Methods Social Media Research. International Journal Of Qualitative Methods, [S.L.], v. 15, n. 1, p. 160940691562457, 1 mar. 2016. SAGE Publications. http://dx.doi.org/10.1177/1609406915624574. Acesso em: 25 set. 2022.

WALD, Dan et al. The Five Rules of Digital Strategy. 2019. Disponível em: https://www.bcg.com/publications/2019/five-rules-digital-strategy.aspx?linkId=68307984&redir=true. Acesso em: 30 ago. 2021.

ZUPIC, Ivan; ČATER, Tomaž. Bibliometric Methods in Management and Organization. Organizational Research Methods, Boston, v. 3, n. 18, p. 320-331, 22 dez. 2014. Semestral. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1094428114562629. Acesso em: 27 set. 2022.

Publicado

2022-12-21

Edição

Seção

Relatos de Pesquisa