Organizações e instituições como sistemas de informação e espaços de atuação do bibliotecário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47681/rca.v7i2.52271

Palavras-chave:

Sistemas de informação, Organizações e Instituições como sistemas, Atuação profissional.

Resumo

Quando se menciona o termo sistemas de informação seu significado é diretamente atribuído a dispositivos tecnológicos utilizados na automação de processos diversos. Contudo, no âmbito dos sistemas de informação são desenvolvidas ações de entrada, processamento, saída e feedback (avaliação) de dados e informações a fim de atingir objetivos estabelecidos. Essas ações podem ser realizadas de forma automatizada ou analógica. Esta pesquisa tem por objetivo caracterizar organizações e instituições como sistemas de informação. Possui o caráter de uma revisão bibliográfica partindo de teóricos relevantes da área de Administração e Computação assim como autores da área de Biblioteconomia. Conclui-se que toda organização e instituição, independentemente de seu ramo é entendida como um sistema de informação e que o bibliotecário, por desempenhar ações de organização, tratamento e disseminação, é o profissional capacitado para atuar nos mais diversos sistemas.

Biografia do Autor

Ana Beatriz de Souza Santana, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Vinicius de Souza Tolentino, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professor adjunto do Departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).
Colaborador no Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia (PPBG/UNIRIO)
Doutor e Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCI/UFMG).

Janicy Aparecida Pereira Rocha, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora adjunta do Departamento de Processos Técnicos-Documentais da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).
Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Documentos e Arquivos (PPGARQ/UNIRIO).
Doutora e Mestra em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da  Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCI/UFMG).

Referências

BERTALANFFY, Ludwig von. Teoria geral dos Sistemas. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

BRASIL. Classificação Brasileira de Ocupações: Profissionais da Informação. 2002. Disponível em: https://www.ocupacoes.com.br/cbo-mte/261205-bibliotecario. Acesso em: 15 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº 4.084/1962, de 30 de Junho de 1962. Dispõe sobre a profissão de bibliotecário e regula seu exercício. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 30 jun. 1962. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/1950-1969/L4084.htm. Acesso em: 15 jun. 2021.

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria de Sistemas. In: CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 9. ed. São Paulo: Editora Manole, 2014, p. 462-486.

COVATTI PIAIA, Thami. Instituições, organizações e mudança institucional: análises e perspectivas. Revista Justiça do Direito, Passo Fundo, RS, v. 27, n. 2, p. 257-274, jul./dez. 2013. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rjd/article/view/4672. Acesso em: 05 out. 2021.

CUNHA, Izabella Bauer de Assis; PEREIRA, Frederico Cesar Mafra; NEVES, Jorge Tadeu de R. Análise do fluxo informacional presente em uma empresa do segmento de serviços de valor agregado (SVA). Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 20, n. 4, p. 107-128, out./dez. 2015. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/37131. Acesso em: 12 ago. 2021.

GUINCHAT, Claire; MENOU, Michel. Introdução geral às ciências e técnicas da informação e documentação. 2.ed. rev. aum. Brasília: Ibict; CNPq, 1994.

MOTTA, Fernando C. Prestes; VASCONCELOS, Isabella F. Gouveia de. A teoria dos sistemas abertos e a perspectiva sociotécnica das organizações. In: MOTTA, Fernando C. Prestes; VASCONCELOS, Isabella F. Gouveia de. Teoria geral da administração. 3.ed. rev. São Paulo: Thomson Learning, 2006. p. 163-205.

NOVO, Luciana Florentino. Teoria dos sistemas abertos e abordagem sociotécnica. SaberCom, [S. l.]. Disponível em: http://www.sabercom.furg.br/bitstream/1/357/3/sist_abertos.pdf. Acesso em: 05 ago. 2021.

SALES, Karina Batista; SILVA, Adriana. Unidades de informação como sistemas abertos: exemplo de uma biblioteca universitária. In: Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, 18., 2014, Belo Horizonte, MG. Anais do [...]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2014, p. 1629-1635. Disponível em: https://www.bu.ufmg.br/snbu2014/anais/. Acesso em: 05 ago. 2021.

SIEBER, Sandra; VALOR, Josep; PORTA Valentín. Sistemas para la gestión integrada de los recursos de la empresa. In: SIEBER, Sandra; VALOR, Josep; PORTA Valentín. Los sistemas de información en la empresa actual: aspectos estratégicos y alternativas tácticas. Madrid: McGraw-Hill, 2006, p. 57-80.

STAIR, Ralph M.; REYNOLDS, George W. Introdução aos sistemas de informação. In: STAIR, Ralph M.; REYNOLDS, George W. Princípios de sistemas de informação. 11. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2015, p. 2-49.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim. Ambientes e fluxos de informação em contextos empresariais: o caso do setor cárnico de Salamanca/Espanha. Brazilian Journal of Information Science: research trends, Marília, v. 7, n. Especial, p. 299-323, 2013. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/bjis/article/view/3130. Acesso em: 12 ago. 2021.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim. O moderno profissional da informação: formação e perspectiva profissional. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, n. 9, v. 5, p. 16-28, 2000. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/34299. Acesso em: 05 jun. 2021.

WELLISCH, Hans H. Cibernética e Controle Bibliográfico. In: WELLISCH, Hans H. A cibernética do controle bibliográfico: para uma teoria dos sistemas de recuperação da informação. Brasília: IBICT, 1987, p. 17-2.

Publicado

2022-12-21

Edição

Seção

Artigos de Revisão