Do socialismo de mercado à economia solidária

José Ricardo Tauille

Resumo


Trata-se de analisar as iniciativas chamadas de economia solidária, especialmente na forma de cooperativas autogestionárias, como alternativas viáveis de organização social da produção, diante dos efeitos deletérios das políticas neoliberais. De fato, este tema tem sido cada vez mais relevante em virtude do grande número de falências de empresas industriais, bem como do crescente desemprego, desde a década de 1990 no Brasil. A questão central é que, admitindo como um dado de realidade a existência dos mercados, providos essencialmente pela lógica capitalista de produção, não são absolutamente claros os caminhos para o possível sucesso em empreendimentos não guiados por esta lógica. Há indícios, porém, de que elementos bem-sucedidos do “modelo japonês” podem servir como fontes de inspiração para este tipo de empreendimento. 

Palavras-chave


economia solidária; cooperativas; autogestão; emprego

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 José Ricardo Tauille

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br