Um cluster em construção (?): desafios do pólo médico do Recife

João Policarpo R. Lima, Abraham B. Sicsú

Resumo


O chamado Pólo Médico do Recife vem chamando atenção nos últimos anos pelo seu crescimento e pelas possibilidades de desdobramentos de novas atividades ao longo de sua cadeia produtiva. Assim, examinam-se aqui as dimensões gerais desse pólo, sua dinâmica recente e seus estrangulamentos, com o objetivo de melhor conhecê-lo e de avaliar suas perspectivas de expansão. Observa-se que há hoje uma capacidade ociosa significativa, forte concorrência entre suas unidades e dependência da clientela minguante dos planos de saúde. Além disso, a dinâmica tecnológica é fundamentalmente exógena, sendo muito reduzida a articulação do pólo com o sistema local de inovações, bem como é muito limitado o nível de cooperação na cadeia produtiva, o que limita muito as suas possibilidades de clusterização. 

Palavras-chave


Pólo Médico do Recife; cluster de saúde; serviços de saúde suplementar no Recife

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 João Policarpo R. Lima, Abraham B. Sicsú

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br