Vantagens comparativas e restrições comerciais: uma avaliação do comércio Brasil/Alemanha em 2001

Alaor Silvio Cardoso, Fernando Antônio R. Soares, Tito Belchior Silva Moreira, Paulo Roberto A. Loureiro

Resumo


Este artigo analisa as exportações do Brasil para a Alemanha em 2001, por grupos de produtos exportados, com base na intensidade da utilização do fator de produção correspondente à qualificação da mão-de-obra. Define as vantagens comparativas das exportações brasileiras para o mercado alemão com base no modelo de Heckscher-Ohlin. Após a identificação dos produtos brasileiros que apresentam vantagens comparativas, analisamos os principais obstáculos impostos pelo mercado alemão a esses produtos, tendo em vista as barreiras comerciais (tarifárias e não tarifárias) e aplicadas pela Alemanha às exportações brasileiras, no âmbito da regulamentação comunitária da União Européia.

Palavras-chave


vantagens comparativas; barreiras tarifárias e não tarifárias

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Alaor Silvio Cardoso, Fernando Antônio R. Soares, Tito Belchior Silva Moreira, Paulo Roberto A. Loureiro

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br