Padrões de comércio interestadual no Brasil, 1985 e 1997

Fernando S. Perobelli, Eduardo Amaral Haddad

Resumo


O principal objetivo deste trabalho é verificar o padrão de comércio entre as 27 unidades da Federação para os anos de 1985 e 1997. A fim de implementar tal análise foram utilizados dados dos fluxos de comércio inter-regional (confaz e ibge). A análise espacial permite detectar a presença de autocorrelação espacial global e local na distribuição de comércio e em seus componentes. Os resultados da estatística lisa nos permite observar a existência de heterogeneidade espacial no comércio inter-regional durante o período de análise. A existência de clusters de alto comércio e baixo comércio inter-regional durante o período de análise pode indicar a persistência de disparidades regionais entre as unidades da Federação no curto prazo.

Palavras-chave


análise exploratória espacial; autocorrelação espacial; heterogeneidade espacial; economia brasileira

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Fernando S. Perobelli, Eduardo Amaral Haddad

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
Fax: 55 21 2541-8148
e-mail: rec@ie.ufrj.br