Impactos comerciais da Área de Livre Comércio das Américas: uma aplicação do modelo gravitacional

André Filipe Zago de Azevedo, Marcelo Savino Portugal, Paulo Chananeco Fontoura de Barcellos Neto

Resumo


Este trabalho analisa os efeitos da criação da Alca sobre o fluxo de comércio de um grupo de países que farão parte desse bloco, a partir da utilização de um modelo gravitacional. Inicialmente são estimados os efeitos sobre o comércio de três importantes blocos já em vigor na região (Comunidade Andina, Mercosul e Nafta) a partir do modelo gravitacional. Esse modelo permite identificar os efeitos sobre o comércio que podem ser atribuídos exclusivamente à formação dos blocos, separando-os dos demais fatores que influenciam o padrão de comércio. Os resultados obtidos a partir da equação gravitacional servem de base para a criação de cenários prospectivos da Alca. No cenário mais otimista, o comércio do Brasil com os principais parceiros da Alca cresceria significativamente, assim como os fluxos comerciais entre os demais países analisados.

Palavras-chave


integração regional; Alca; modelo gravitacional

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 André Filipe Zago de Azevedo, Marcelo Savino Portugal, Paulo Chananeco Fontoura de Barcellos Neto

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br