Determinantes dos investimentos diretos estrangeiros no Brasil, 1980-2004

Leonardo Bornacki de Mattos, Francisco Carlos da Cunha Cassuce, Antônio Carvalho Campos

Resumo


Este trabalho teve o objetivo de investigar em que medidas o ingresso dos Investimentos Diretos Estrangeiros (IDE) no Brasil respondeu às mudanças nos níveis de seus principais determinantes no período de 1980 a 2004. Após identificar que as séries estudadas eram não estacionárias, optou-se pela utilização do conceito de co-integração, sendo estimado um Modelo de Correção de Erros Vetorial (Vec Model). Os coeficientes estimados foram estatisticamente significativos e apresentaram os sinais esperados. Constatou-se que as variáveis às quais o ingresso de IDE apresentou maior sensibilidade são o risco-Brasil, o grau de abertura comercial da economia e a taxa de inflação brasileira.

Palavras-chave


investimento direto estrangeiro; Brasil; co-integração; Vec Model

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Leonardo Bornacki de Mattos, Francisco Carlos da Cunha Cassuce, Antônio Carvalho Campos

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
Fax: 55 21 2541-8148
e-mail: rec@ie.ufrj.br