O efeito das economias de aglomeração sobre os salários industriais: uma aplicação ao caso brasileiro

Rangel Galinari, Marco Aurélio Crocco, Mauro Borges Lemos, Maria Fernanda Diamante Basques

Resumo


A literatura econômica tem encontrado fortes efeitos das economias de aglomeração no espaço sobre os salários urbano-industriais dos países desenvolvidos. Não há consenso se tais efeitos advêm de economias externas da especialização produtiva, da aglomeração urbana ou de ambas. A questão relevante é como os efeitos aglomerativos sobre os salários se manifestam em países de industrialização recente. Utilizando-se dados dos censos demográficos de 1991 e 2000, o trabalho investiga se, no contexto urbano-regional brasileiro, tais economias estão presentes e como influenciam os salários urbano-industriais do País. Para tanto, em primeiro lugar é feita a visualização da dotação relativa de variáveis que denotam as economias de aglomeração dos centros urbanos, juntamente com o salário médio auferido por suas PEAs industriais, por meio da análise de componentes principais. A seguir, utilizam-se técnicas econométricas visando a mensurar o efeito médio de variáveis como concentração, especialização produtiva e capital humano sobre os salários industriais da amostra em questão.

Palavras-chave


economias de aglomeração; economias de escala externas; salários urbano-industriais; análise de componentes principais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Rangel Galinari, Marco Aurélio Crocco, Mauro Borges Lemos, Maria Fernanda Diamante Basques

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
Fax: 55 21 2541-8148
e-mail: rec@ie.ufrj.br