Investimentos estrangeiros nos sistemas financeiros latino-americanos: os casos da Argentina, do Brasil e do México

Maria Cristina P. de Freitas, Daniela Magalhães Prates

Resumo


Desde o retorno dos fl uxos de capitais voluntários para a América Latina nos anos 1990 ocorreu a intensifi cação dos investimentos estrangeiros nos mercados financeiros locais, os quais assumiram, notadamente, as formas de fluxos de portfólio e de investimento direto mediante a aquisição de participação acionária nas instituições financeiras domésticas. Argentina, Brasil e México foram os três países que mais absorveram esses fluxos destinados à região. O objetivo deste artigo é analisar os efeitos desses investimentos sobre os sistemas financeiros domésticos desses três países latino-americanos, que, longe de serem homogêneos, se diferenciaram em função do grau de abertura financeira e da gestão macroeconômica.

Palavras-chave


globalização financeira; mercados financeiros latino-americanos; fluxos de portfólio; investimentos diretos estrangeiros

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Maria Cristina P. de Freitas, Daniela Magalhães Prates

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br