O COMPORTAMENTO DE JOVENS E ADULTOS NO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO COM RELAÇÃO À PERMANÊNCIA NO EMPREGO [THE BEHAVIOR OF YOUNG PEOPLE AND ADULTS IN THE BRAZILIAN LABOR MARKET IN RELATION TO THEIR PERMANENCE IN EMPLOYMENT]

Raquel Pereira Pontes, Marcio Nora Barbosa, Leonel dos Santos Silveira, Lorena Vieira Costa

Resumo


RESUMO: A permanência do trabalhador no mercado de trabalho é de grande importância para a economia do país. Isso se dá principalmente devido ao ganho de capital humano adquirido pelo trabalhador, especialmente quando jovem. Dentro dessa perspectiva, este trabalho busca analisar as incidências de rotatividade entre empregos dos jovens brasileiros nos anos de 2001, 2009 e 2015, bem como avaliar os aspectos que determinam maiores níveis de rotatividade especificamente para o ano de 2015. Para tanto, com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do ano de 2015, aplicou-se o modelo econométrico Logit Ordenado para identificar os fatores que se associam ao comportamento de indivíduos em diferentes faixas etárias, no que concerne às suas propensões a estarem em um nível de alta ou baixa rotatividade no mercado de trabalho. Os resultados evidenciaram que pessoas de 18 a 35 anossão mais propensosa saírem do emprego e que fatores como maior escolaridade diminui a probabilidade de ter alto nível de rotatividade no mercado de trabalho.

PALAVRAS-CHAVE: rotatividade; jovens; mercado de trabalho; Logit Ordenado

================================

ABSTRACT: The permanence of workers in the labor market is of great importance for the economy of acountry. This is mainly due to gains in human capital for workers, especially when young. From the perspective of young workers, this study seeks to analyze the incidence of labor turnover among Brazilian youth in the years 2001, 2009 and 2015, as well as to determine the causes behind highest turnover levels specifically for the year 2015. Based on data from the National Sample Survey (PNAD) of 2015, the logit ordered econometric level has been applied to identify factors that are associated with the behavior of individuals in different age groups, with respect to their propensities to be at a high or low turnover level in the labor market. The results show that people between the ages of 18 and 35 are more likely to leave their jobs and that factors such as higher schooling reduce the likelihood of high turnover in the labor market.

KEYWORDS: labor turnover; young people; job market; Logit Ordered


Palavras-chave


rotatividade; jovens; mercado de trabalho; Logit Ordenado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Raquel Pereira Pontes, Marcio Nora Barbosa, Leonel dos Santos Silveira, Lorena Vieira Costa

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br