A nova configuração da estrutura produtiva do setor sucroenergético brasileiro: panorama e perspectivas

Junior Ruiz Garcia, Divina Aparecida Leonel Lunas Lima, Adriana Carvalho Pinto Vieira

Resumo


O setor sucroenergético brasileiro tem atraído investimentos estrangeiros de forma acentuada desde 2003/2004. Os fatores que estimularam este movimento estão relacionados às perspectivas de consolidação de um mercado internacional, a expansão da demanda externa e interna e a elevação do preço do combustível fóssil. Outro fator que contribui para a atratividade do capital externo é a competitividade do etanol brasileiro em relação às demais matérias-primas utilizadas em outros países. Este trabalho tem por objetivo caracterizar e analisar a nova configuração da estrutura produtiva do setor sucroenergético brasileiro após o movimento de entrada do capital externo. A presença do capital externo pode alterar a dinâmica do setor, levando até ao fortalecimento dos elos na cadeia produtiva (trade linkages). Além disso, a presença do capital externo a partir da entrada de empresas transnacionais pode elevar as atividades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico no setor sucroenergético, dando um novo impulso.

Palavras-chave


agroenergia; organização industrial; transnacionais; investimentos direto estrangeiro

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Junior Ruiz Garcia, Divina Aparecida Leonel Lunas Lima, Adriana Carvalho Pinto Vieira

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br