Distribuição e expansão em um modelo neoestruturalista: uma aplicação para o Brasil

Henrique Morrone, Adalmir Antônio Marquetti

Resumo


Este artigo apresenta um modelo neo-estruturalista unisetorial de equilíbrio geral para investigar os efeitos de choques em variáveis econômicas sobre o desempenho da economia brasileira. A matriz de contabilidade social para 2006 foi construída empregando os dados do Sistema de Contas Nacionais (SCN). Três experimentos são analisados: uma desvalorização cambial; uma transferência de renda aos trabalhadores; e a combinação da desvalorização cambial com transferências de renda aos trabalhadores. Os resultados indicam efeitos positivos da política que combina a desvalorização cambial e a transferência de renda governamental na economia brasileira.


Palavras-chave


modelo neoestruturalista; matriz de contabilidade social

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Henrique Morrone, Adalmir Antônio Marquetti

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br