Ciclos de comércio exterior: um estudo comparativo entre Brasil e Espírito Santo

Matheus Albergaria de Magalhães, Victor Nunes Toscano

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo documentar as principais regularidades empíricas (“fatos estilizados”) relacionadas ao comércio exterior do Brasil e do estado do Espírito Santo em frequências cíclicas. Para tanto, constrói-se uma base de dados referentes a variáveis dos setores externos estadual e nacional ao longo de um período de dez anos (2002-2011), atentando para seu desempenho de curto prazo, com ênfase na volatilidade e persistência das flutuações observadas. Os resultados obtidos permitem concluir que, além das variáveis de comércio exterior serem mais voláteis que as medidas de nível de atividade, eles apresentam um padrão procíclico e defasado. Adicionalmente, constata-se que o saldo da balança comercial apresenta um padrão marcadamente contracíclico e que as flutuações das variáveis de comércio exterior são, em média, mais voláteis no caso espírito-santense do que no caso brasileiro. Por outro lado, não há evidências robustas voltadas para a possível ocorrência de uma “curva-S” relacionando saldo da balança comercial e termos de troca. Estes resultados são importantes por constituírem uma primeira tentativa de documentação de regularidades do comércio exterior estadual e nacional em horizontes de tempo correspondentes a ciclos de negócios.

Palavras-chave


ciclos de negócios; comércio internacional; Espírito Santo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Matheus Albergaria de Magalhães, Victor Nunes Toscano

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
Fax: 55 21 2541-8148
e-mail: rec@ie.ufrj.br