Museu da Imagem e do Som da cidade do Rio de Janeiro

Ronaldo Seroa da Motta, Ramon Arigoni Ortiz

Resumo


Este artigo apresenta uma análise de custo-benefício do novo Museu da Imagem e do Som (MIS) que o Governo do Estado do Rio de Janeiro em parceria com a Fundação Roberto Marinho está construindo na cidade do Rio de Janeiro. O museu vai ampliar o acervo da produção cultural carioca, tanto a sua história quanto à sua produção futura. Nosso estudo estima inicialmente os benefícios associados ao novo museu relativos ao: (i) valor de não uso ou cultural; e (ii) valor de uso turístico aplicando o método de valoração contingente seguindo as recomendações e procedimentos estimativos consagrados na literatura, em especial para controle do viés de escopo e protesto. Ao compararmos esses benefícios aos respectivos custos de implantação, estimamos uma taxa interna de retorno entre 25,5% e 54,8%, indicando que o projeto do novo MIS apresenta uma alta viabilidade social.

Palavras-chave


valor cultural; valor turístico; valoração contingente; museu; Rio de Janeiro

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ronaldo Seroa da Motta, Ramon Arigoni Ortiz

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br