Quem tem medo da China? Implicações para os principais estados brasileiros

Gilberto Libanio

Resumo


Este trabalho busca examinar os impactos da expansão da China no comércio mundial sobre os estados brasileiros. A principal hipótese considerada aqui é que tais impactos variam de acordo com o padrão de especialização produtiva e comercial dos diversos estados. Neste sentido, regiões exportadoras de produtos primários teriam sido as mais beneficiadas pela expansão chinesa e a consequente elevação da demanda e dos preços internacionais de commodities ao longo da última década, ao passo que estados produtores e exportadores de bens manufaturados tenderiam a sofrer mais fortemente a concorrência da China, tanto no mercado internacional quanto no doméstico. Para avaliar tal questão, o perfil exportador dos principais estados brasileiros foi analisado, e as exportações estaduais foram classificadas de acordo com seu conteúdo tecnológico. Utilizando tal classificação, foram construídos índices de qualidade das exportações para cada estado estudado. Além disso, o perfil exportador dos estados foi avaliado em comparação ao da China, calculando-se os coeficientes de especialização para cada estado em relação à China, e foi analisada a correlação entre esses coeficientes e as taxas de crescimento econômico estadual durante o período 1996-2009. Os resultados sugerem que o crescimento econômico dos estados brasileiros no período recente foi influenciado positivamente pela complementaridade em relação à pauta de exportações da China, devido a sua demanda crescente por commodities agrícolas e minerais. Assim, os estados produtores e exportadores de matérias-primas tenderam a crescer acima da média nacional no período.

Palavras-chave


crescimento econômico; inserção externa; exportações; China

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Gilberto Libanio

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
Fax: 55 21 2541-8148
e-mail: rec@ie.ufrj.br