A evolução do consumo de alimentos na China e seus efeitos sobre as exportações agrícolas brasileiras

Daniela Tatiane dos Santos, Mário Otávio Batalha, Marcelo Pinho

Resumo


Este artigo tem o intuito de avaliar as mudanças no consumo de alimentos na China e seu impacto sobre as exportações agroindustriais brasileiras. O crescimento econômico chinês provocou nas últimas décadas importantes mudanças na estrutura mundial da demanda por alimentos. Em decorrência dessas transformações, ocorreram importantes aumentos das exportações brasileiras de origem agrícola para a China. As análises apresentadas no trabalho baseiam-se na sistematização de informações sobre o consumo disponíveis no site da Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO) e sobre o comércio exterior do Brasil fornecidas pela Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Dentre os resultados encontrados, podem ser destacadas a redução já observada do dinamismo em muitos dos mercados de alimentos na China, a baixa penetração das importações nos mercados chineses de alimentos para uso humano e a forte concentração das exportações agroindustriais brasileiras para o país em um número pequeno de cadeias produtivas.

Palavras-chave


consumo de alimentos; exportações agroindustriais; commodities agrícolas; China

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Daniela Tatiane dos Santos, Mário Otávio Batalha, Marcelo Pinho

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br