PARTICIPAÇÃO E OFERTA DE TRABALHO PARA O SEGUNDO EMPREGO: UMA ANÁLISE PARA O SETOR AGRÍCOLA BRASILEIRO // PARTICIPATION AND PROVISION OF WORKING HOURS IN THE SECONDARY JOB MARKET: AN ANALYSIS OF THE AGRICULTURAL SECTOR IN BRAZIL

Marisa Guilherme da Frota, Jair Andrade Araujo, Rafael Barros Barbosa, Francisco José Silva Tabosa, Alexandre Nunes de Almeida

Resumo


RESUMO: O presente estudo concentra-se em investigar a probabilidade de participação e oferta de horas destinada ao segundo emprego entre os trabalhadores do setor agrícola, levando em consideração as características socioeconômicas e as características do trabalho. Para este estudo são utilizados os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do ano de (2014). A modelagem econométrica usada para alcançar os objetivos propostos resulta na estimação dos modelos Probit para a decisão de participação no mercado de múltiplos empregos, modelo Tobit para alocação de horas de trabalho e o modelo Double-Hurdle, que estima conjuntamente as duas equações. Dos resultados, destacam-se como um dos principais fatores para decisão de participação no mercado secundário: experiência, escolaridade e condição de chefe de família. Para decisão de quantidade de horas ofertadas no segundo emprego, evidenciam-se: experiência, escolaridade, ser casado e ter filhos e a estabilidade no primeiro emprego. No modelo Double-Hurdle, a variável estabilidade no primeiro emprego exprime o resultado esperado, ou seja, diminui a probabilidade de participar no mercado secundário.

ABSTRACT: The present study aims at investigating the likelihood of participation and the provision of working hours in the secondary job market workers in the agricultural sector. The analytical focus relies on socioeconomic attributes of workers and jobs. The study used data extracted from National Household Sample Survey (PNAD), conducted by the IBGE, for the year 2014. To achieve the proposed objectives the study used the following econometric models: Probit models, for the decision to participate in a multi-job market; the Tobit model, for the allocation of working hours; and the Double-Hurdle model, which jointly estimated the two equations. Evidence shows that among the main determinants of decision-making in participating in a secondary job market featured experience, education, and condition of being head of family. As for the decision-making concerning the number of hours employed in a second job, the main determinants were found to be experience, schooling, being married, having children, and having stability at the first job. As for the Double-Hurdle model, the variable for stability in the first job behaved as expected, that is, it decreases the probability of participating in the secondary job market.


Palavras-chave


segundo emprego; setor agrícola; Double-Hurdle //

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Marisa Guilherme da Frota, Jair Andrade Araujo, Rafael Barros Barbosa, Francisco José Silva Tabosa, Alexandre Nunes de Almeida

Instituto de Economia da UFRJ

Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, sl 114 
Urca, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22290-240, Rio de Janeiro - RJ Brasil
Tel.: 55 21 3873-5242
e-mail: rec@ie.ufrj.br